quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Notícias | Férias e Livros! O que vem por aí #Setembro


Queridos Leitores, 

 Como informei na postagem "15 livros em dois meses, será que dá?", minhas férias chegaram! Geralmente neste período eu costumo me ausentar do blog, porém dessa vez, ficarei afastada apenas na plataforma oficial (está página). Para você, que me acompanha somente pelo blogger, saiba, que continuarei ativa apenas nas redes sociais do Paraíso dos Livros durante final de Agosto até a terceira semana de Setembro, sendo elas (clique para acessar):


 Já que terei um tempinho livre, como voraz leitora que sou, decidi investir nas leituras, recuperando o tempo (que não tenho) para sair do padrão de uma ou duas leituras por mês e estou fazendo o desafio 15 livros em dois meses. Para conferir clique AQUI.
  Retorno a página do blog, na última semana de Setembro com muitas novidades e espero que com muitas resenhas e histórias para contar a vocês!

Um abraço e até breve, leitores!


terça-feira, 21 de agosto de 2018

Curiosidades | Minhas leituras de Julho


Julho, sem alteração

Como em Junho, no mês de Julho fiz apenas uma leitura, o livro de Laini Taylor, Feita de Fumaça e Osso. Este foi o primeiro livro de anjo que li e fazer sua releitura foi maravilhoso.Um amor impossível que sobrevive ao tempo, as guerras, a rivalidade entre os seres. Que deseja apenas ser base para algo maior, a paz entre os mundos. Mesmo que a obra seja apenas ficção e fantasia a mensagem oculta em suas páginas é que a esperança move o mundo. Tudo sempre dependerá das nossas atitudes para se tornar concreto, se desejamos a mudança, ela virá. Se não tivermos fé, ela desaparecerá. Mas até que ponto estamos dispostos a lutar por nossa esperança? O livro mostra que mesmo em realidades tão opostas Akiva e Karou/Madrigal encontraram um ponto de equilibrio, tentando modificar todo o mal que foi ensinando a ambos desde jovens. Mesmo que tenham sido induzidos a matar seus inimigos, juntos eles pretendem construir uma realidade aonde todos possam andar lado a lado sem se odiar. Querem reconstruir a história horrenda de sangrentas batalhas entre seus povos ao longo dos séculos. E Brimstone acredita tanto nisso que decide ajudá-los ao seu modo, trazendo a esperança de volta ao mundo. Feita de Fumaça e Osso, é autêntico, ousado e surpreendente. Muito bem elaborado! Já estou apaixonada por essa série! Acredite, quando começar a ler não há como parar! Muito bom! #SuperRecomendo

Espero que tenham gostado das minhas leituras de Julho.
Até o próximo mês, leitores!

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Resenha | Feita de Fumaça e Osso – Laini Taylor – Livro 1




Autora: Laini Taylor
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Avaliação:
      



“Era uma vez um anjo e um demônio que se apaixonaram. A história não acabou nada bem.”

Karou é uma garota que vive dentro de dois mundos opostos. De um lado, possui uma vida humana, com aulas de arte e desenhos em seu portfólio que somente ela sabe que são reais. Tem uma única amiga Zuzana e um ex-namorado chamado Kazimir. Porém, por trás dos cabelos que naturalmente crescem azuis e suas tatuagens nas palmas das mãos, existe uma jovem misteriosa que viaja por portais ao redor do mundo, somente com uma missão: coletar dentes. Sem questionamentos, ela sempre está disposta a ajudar sua família quimeras e cumprir as missões de seu mentor Brimstone. Até que tudo muda completamente após ser caçada e quase morta por um anjo vingador. 

Este foi o primeiro livro de anjo que li e fazer sua releitura foi maravilhoso. Karou tem uma alma pura, leal, altruísta, enxerga apenas o melhor das pessoas e por muitas vezes, isso pode ter conseqüências perigosas, já que quando se vê só um lado da questão algumas coisas acabam saindo do controle. Ela confia plenamente em sua família quimeras, que aprendeu a amar desde seu nascimento, mesmo sendo humana e não entendendo como isso possível. Porém o maior segredo da vida de Karou é finalmente revelado após seu encontro com o anjo Akiva. E assim, juntos, compreendem que não é apenas o mundo humano que está conectado, mas também o de anjos e demônios. 

Um amor impossível que sobrevive ao tempo, as guerras, a rivalidade entre os seres. Que deseja apenas ser base para algo maior, a paz entre os mundos. Mesmo que a obra seja apenas ficção e fantasia a mensagem oculta em suas páginas é que a esperança move o mundo. Tudo sempre dependerá das nossas atitudes para se tornar concreto, se desejamos a mudança, ela virá. Se não tivermos fé, ela desaparecerá. Mas até que ponto estamos dispostos a lutar por nossa esperança? O livro mostra que mesmo em realidades tão opostas Akiva e Karou/Madrigal encontraram um ponto de equilibrio, tentando modificar todo o mal que foi ensinando a ambos desde jovens. Mesmo que tenham sido induzidos a matar seus inimigos, juntos eles pretendem construir uma realidade aonde todos possam andar lado a lado sem se odiar. Querem reconstruir a história horrenda de sangrentas batalhas entre seus povos ao longo dos séculos. E Brimstone acredita tanto nisso que decide ajudá-los ao seu modo, trazendo a esperança de volta ao mundo. 

O livro se torna ainda mais envolvente quando enfim Akiva compreende o real significado de seu encanto por Karou, trazendo uma nova pespectiva para história: O amor imortal. O destino prega uma nova peça e inesperadamente todo o sacrificio feito em outro tempo, tornasse uma nova chance de mudar o destino atual, com fatos surpreendentes, cativantes e com um final inesperado (Ainda, estou superando este final!). 

" A esperança pode ser uma força poderosa. Talvez não haja magia real nele, mas, quando você sabe o que mais deseja e mantém isso aceso como uma chama dentro de si, pode fazer as coisas acontecerem, quase como mágica." - Pág. 266

Autêntico, ousado e surpreendente. Muito bem elaborado! Já estou apaixonada por essa série! Acredite, quando começar a ler não há como parar! Muito bom! #SuperRecomendo


sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Curiosidades | Retrospectiva Bienal 2018



Olá leitores, tudo bem com vocês?

No dia 11 de agosto,  fui a 25° Bienal Internacional do Livro, aqui em São Paulo. Como de costume reservei o dia para visitar os estandes, conhecer novos lançamentos e ver as novidades das editoras. Essa foi a minha terceira Bienal e tive experiencias positivas e outras não tão satisfatórias.

Os preços caíram

Isso mesmo, leitores! Essa Bienal estava recheada de preço baixos. Diversos livros na editora Novo Conceito, Novo Século e Arqueiro estavam com preços bem acessíveis. Muitos estandes ofereciam bons títulos como por exemplo "A teoria de tudo" ou a série " A seleção", com valores de R$ 5,00 á R$ 20,00. E lógico, que aproveitei as promoções!

Filas para entrar nos estandes

Obviamente se você está acostumado a ir na Bienal, sabe que estará lotado, então ser paciente é uma regra fundamental neste  tipo de evento. Porém, algumas editoras priorizaram a entrada de seus estandes (no dia que fui), o que foi um tanto desagradável. Filas longas, para pagar seus livros é uma coisa, mas ficar quase uma hora para acessar um estande é outra.  Muitos leitores tiveram que ter muita, muita paciência com a situação. O que foi uma pena! Eu por exemplo, não visitei os estandes da Intrínseca, Rocco, Panini e Darkside ( Representada pelo estande do Submarino) por conta deste fator. Foi criativo colocar personagens ou elementos para fotografia de seus leitores, mas por serem na entrada, liberando os leitores aos poucos, tornou a experiencia cansativa.

Cenários na lateral dos estandes

Por outro lado, também havia editoras que usaram seus cenários a favor. As Editoras Leya e Grupo Editorial Record colocaram seus cenários na lateral de seus estandes, mantendo as filas ao lado de fora, possibilitando assim a entrada dos demais leitores em seus espaços sem perderem público. Super aprovado!

Gastando menos do que imaginava

Como já tinha mencionado aqui no blog, este ano tenho muitas leituras pendentes na estante e prometi que tentaria ler estes livros, não comprando novos, mas.... ir para Bienal e não comprar livros é uma missão impossível para mim. Então, determinei um valor para utilizar no evento. Para minha surpresa, consegui comprar 7 livros e 2 Hqs, o que foi muita  coisa, já que não era uma quantia alta. Como consegui este milagre? Os livros comprados variaram entre R$ 10,00 á R$ 20,00 no máximo. Confira títulos abaixo:



Espero que tenham gostado da retrospectiva desta Bienal.
Até a próxima, leitores!



segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Resenha | A Garota do Calendário - Abril - Audrey Carlan - Livro 4



Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus Editora
Páginas: 160
Avaliação:
    


  Um mês de desafios!
 Neste volume Mia vai para Boston e conhece Mason Murphy, um jogador de baisebol que está com sua imagem desgastada com seus patrocinadores, por conta de sua postura problemática. Mia percebe que fingir ser namorada de Mason será um grande desafio já que o jovem a irrita profundamente todas as vezes que fala e trata as mulheres somente como objeto de seu prazer. Ao conhecer Rachel (secretaria de Mason), Mia vê uma oportunidade de mudar essa realidade, pois toda vez que Mason e Rachel se encontram, faíscas ficam no ar. 
  Como não gostar de Mia Saunders? Já tinha ficado apaixonada pelo livro de Março e o de Abril novamente traz a amizade e companheirismo como destaque na narrativa. Para Mason, mulheres bonitas são fáceis conquistas, não existindo quem resista ao seu charme, porém tudo muda quando Mia aparece em sua vida, com o "não" na ponta da língua todas as vezes que ele tem uma postura desprezível, criando uma barreira para o "garanhão".
  Mia não age como alguém politicamente correta para ensinar Mason a se tornar um homem digno para ter uma mulher de verdade ao seu lado (como Rachel), pelo contrário, ela usa a própria vida do rapaz de farras, jogos e belas mulheres para ajuda-lo a encontrar um ponto de equilíbrio, um foco para lutar pelo que realmente importa. 
Mais uma vez a autora coloca na narrativa temas tabu, reflexivos e de alerta. No volume de Abril, o câncer de mama é discutido de maneira realista, como algo sentimental e impactante ao protagonista Mason. É comovente a forma como o personagem lida com a questão. 
  Mesmo sendo uma leitura rápida, este foi um mês longo para Mia. Primeiro ela aprende a ultrapassar os desafios, para só assim conseguir uma aproximação com Mason. A amizade deles é construída degrau a degrau com muito cuidado. Depois Mia age como cupido, na missão de unir Rachel a Mason. Por fim, Mia ainda precisa lidar com seu confuso coração solitário, decepcionado e a ausência de Wes não ajuda. Foi um mês e tanto!
  Estou gostando muito da série, pois a cada livro Mia adquire um novo aprendizado, sempre disposta a apoiar as pessoas em seus conflitos interiores. Em Abril, ela conseguiu transformar o machista Mason em um mês, fazendo enxergar a vida com outros olhos. Foi um crescimento mutuo, onde a amizade e a confiança guiou os passos de ambos. Foi uma bela lição. Mega curiosa para o mês de Maio!

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Citações do livro "Feita de Fumaça e Osso" (57)



" Era uma vez um anjo e um demônio que se apaixonaram. A história não acabou nada bem." - Pág. 7

" Vez ou outra, mordia amargurada a parte de dentro da bochecha, e uma pontada de tristeza a invadia de repente, como as pontadas de tristeza costumam fazer, mas Karou as deixava de lado, determinada, disposta a acabar com tudo aquilo." - Pág. 9

" Karou era, simplesmente, adorável. A pele macia, as pernas longas, o cabelo azul-celeste comprido e olhos de uma estrela de cinema mudo, ela se movia como um poema e sorria como uma esfinge. Não era só bonita; seu rosto parecia vibrante e vivo, o olhar sempre luminoso e faiscante, e tinha um jeito de inclinar a cabeça como um pássaro, os lábios pressionados enquanto os olhos escuros dançavam, o que sugeria segredos e mistérios." - Pág. 25


" - Não conheço muitas regras para serem seguidas na vida - dissera ele.
- Mas essa é uma delas. É simples. Não coloque nada desnecessário dentro de você. Nenhum veneno ou produtos químicos, nenhum vapor ou fumaça ou álcool, nenhum objeto afiado, nenhuma agulha que não seja essencial, sejam drogas ou tatuagens, e... nenhum pênis que não seja essencial também." (Brimstone para Karou) - Pág. 28


" Gênios não surgiam de lâmpadas, e peixes falantes não negociavam por suas vidas. No mundo inteiro só havia um lugar onde os humanos conseguiam desejos: na loja de Brimstone. E só havia uma moeda que ele aceitava. Não era ouro, ou charadas, ou bondade, ou qualquer outra bobagem de contos de fada, e não, também não eram almas. Era mais estranho que qualquer uma desas coisas.
Eram dentes."  - Pág. 38


" Ela foi inocente um dia, uma garotinha no covil de um demônio brincando com penas espalhadas pelo chão. Mas a inocência acabou, e ela não sabia o que fazer. Esta era sua vida: magia e vergonha e segredos e dentes e um vazio profundo e perturbador, onde alguma coisa certamente estava faltando." - Pág. 48


" - Ah, sem essa, você não quer pular essa parte.
- Quero, sim.
- Pular a parte de conhecê-lo? As borboletas no estômago, o coração acelerado, o rosto vermelho? a parte em que entra no campo magnético do outro  pela primeira vez e é como se linha invisíveis de energia puxassem vocês um para o outro?" - Pág. 70


" Karou desejava ser o tipo de garota completa em si mesma, que se sente bem com a solidão, serena. Mas não era. Ela era solitária, e tinha medo da sensação de vazio dentro dela como se aquilo pudesse se expandir e...eliminá-la. Ansiava muito por uma presença ao seu lado, sólida. Sentir as pontas dos dedos de alguém roçando sua nuca, e ouvir uma voz em resposta à sua na escuridão. Alguém que esperaria com um guarda-chuva para levá-la para casa em um dia de chuva, e abriria um enorme sorriso quando a visse. Que dançaria com ela na varanda, cumpriria as promessas que fizesse e saberia os segredos dela, e construiria um pequeno mundo onde quer que ele estivesse, feito apenas dela e dos braços dele, e do sussurro dele e da confiança dela." - Pág. 72 a 73


" - Sempre achei que um dia a estrada da sua vida iria se desenrolar aos seus pés e a levaria para longe de nós. Como deveria ser, como tem de ser. Mas fico feliz que hoje não seja o dia." - Pág. 75


" Lá no alto, a escuridão se condensou quando uma forma obscureceu  a lua. Alguma coisa se movia de forma violenta e rápida em direção a Karou com asas gigantescas, inimagináveis. Calor e o bater de asas, o zunido do ar cortado por uma lâmina. Karou pulou para o lado, e sentiu o aço acertar seu ombro quando se chocou contra uma porta entalhada, lascada a madeira. Agarrou um pedaço, um fragmento pontudo, e se virou para encarar seu agressor." - Pág. 92 a 93


" Aqueles olhos.
  O olhar dele era como um pavio aceso, deixando em chamas o ar entre os dois. Ele era a coisa mais bonita que Karou já tinha visto. Seu primeiro pensamento, incongruente mas avassalador, foi o de memorizá-lo para poder desenhá-lo depois.
  A segunda coisa em que pensou é que não haveria um depois, porque ele iria matá-la." - Pág. 93


" - Os humanos tiveram vislumbres das coisas através dos tempos - dissera ele. - Apenas o suficiente para inventar todo o resto. É tudo uma colcha de contos de fada com um retalho de verdade aqui e outro ali.
- Então o que é real? - ela quisera saber.
- Se você pode matar alguma coisa, ou se ela pode matar você, é real.
Segundo aquela definição, aquele anjo era bastante real." - (Akiva para Karou) Pág. 94


" O inesperado: os hamsás.
Uma humana marcada com os olhos do demônio! Por quê?
Só havia uma resposta possível, tão simples quanto perturbadora.
Que ela na verdade não era humana." - (Akiva) Pág. 98


" Ocorreu-lhe então que toda aquela cidade devia ser habitada por quimeras, e que, além de seus muros, se estendia um mundo inteiro, um mundo com duas luas, também habitado por quimeras, e ela teve de se agarrar às barras para se manter de pé enquanto o universo parecia vibrar e se expandir à sua volta.
Havia outro mundo." (Karou) - Pág. 107


" Aquilo o surpreendeu. Através dos anos, ele havia aprendido a se anestesiar, e vivera tanto tempo com aquele entorpecimento que acreditava que a piedade e a misericórdia estavam extintas dentro de si, mas naquela noite ele fora atingido por ambas." (Akiva) - Pág. 114


" - Um homem disse uma vez: "Aquele que luta com monstros deve tomar cuidado para não se tornar um monstro também, e quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo também olha para você." Nietzsche, sabia? Bigode excepcional." (Razgut) - Pág. 117


" O velho estava certo. Ele era um monstro, mas, se era, a culpa era do inimigo. Não apenas de uma vida inteira na guerra - isso não tinha conseguido fazer de Akiva o que ele era. Fora um ato que havia provocado isso, um ato inexprimível que ele nunca poderia esquecer ou perdoar, e pelo qual, em vingança, ele tinha jurado destruir um reino." - Pág. 119


" Quem é você?, perguntou ela a si mesma, lembrando-se da pergunta do anjo e do lobo. Mas era a de Kaz que reverberava através dela, um eco que não morreria.
O que é você?
O quê?" - Pág. 125


" Era uma vez uma garotinha que foi criada por monstros.
Mas anjos queimaram a entrada para o seu mundo, e ela ficou completamente sozinha." - Pág. 133


" - É diferente porque a esperança vem de dentro  de você, e os desejos são só magia.
- Desejos são  falsos. a esperança é verdadeira. a esperança faz sua própria magia." - Pág. 136


" Às vezes, quando se olhava no espelho agora, vivia um momento de estranhamento, como se estivesse encontrando os olhos de um desconhecido. Quando chamavam seu nome, nem sempre entendia que era com ela, e até mesmo o contorno de sua sombra poderia surpreendê-la como se fosse algo estranho. Recentemente tinha se pegado testando a sombra com gestos rápidos para ver se era mesmo dela. Karou estava certa de que aquele comportamento não era normal." - Pág. 143


"Para ser sincero, ele não ficou tão surpreso assim. Havia alguma coisa em Karou que ativava uma credulidade incomum. Havia coisas que você nem sonharia que pudessem acontecer com outras pessoas, mas quando se tratava de Karou, passavam a ser não tão difíceis de imaginar. Karou voando? Bem, por que não?" - Pág. 179


  " Ela havia mesmo ferido o anjo. Como devia, disse a si mesma. Ele era seu inimigo. O calor em suas mãos lhe dizia isso. Suas cicatrizes também, e a vida que havia sido arrancada dela também. Mas seu corpo não estava ouvindo. Estava concentrado no contato da pele deles, as mãos dele nas dela. - Mas não quero segurá-la. Se quiser me machucar, é só o que eu mereço. Ele a soltou. O calor dele a abandonou, e a noite se precipitou entre eles, mais fria que antes." (Karou e Akiva)-Pág. 184


" - Uma vida longa é um fardo quando é vivida em sofrimento." - Pág. 194


" Tinha uma tristeza que era tão profunda, mas que também podia se iluminar num segundo, e quando vi seu sorriso me perguntei como seria fazê-la sorrir. Pensei...Pensei que seria como a descoberta do sorriso. Ela estava ligada ao inimigo e, embora a única coisa que eu quisesse fazer fosse olhar para ela, fiz o que fui treinado  e eu... a machuquei. E, quando fui para casa, não conseguia parar de pensar em você, e fiquei muito feliz por você ter se defendido. Por não ter deixado que eu a matasse." - Pág. 197


" Os serafins querem governar o mundo, os quimeras não querem ser governados, e isso os torna malvados." - Pág. 209


" Ele não era humano. Não era nem do seu mundo. Era um soldado com uma contagem de mortos nas mãos, e era inimigo de sua família. E, ainda assim, alguma coisa os ligava, mais forte do que tudo isso,  algo com o poder de conduzir seu sangue e respiração como uma sinfonia, de forma que qualquer coisa que ela fizesse para lutar contra isso parecia em desacordo, uma desarmonia como seu eu." - Pág. 217


" Ele estava confuso.
Aquilo era impossível, e lindo, e terrível, e havia aberto seu peito para revelar que seu coração, entorpecido por  tanto tempo, ainda estava lá e batia...apenas para que pudesse ser arrancado de novo, depois  de todos aqueles anos?
Existe algum destino mais cruel do que conseguir o que você mais deseja quando já é tarde demais?" - Pág. 233


" Por um longo instante, eles apenas se entreolhavam. Ela inclinou a cabeça para o lado, um gesto inquisidor que lembrava um pássaro, que transmitia  não brutalidade, mas curiosidade. Nenhum rosnado saiu dos lábios dela. Seu rosto parecia solene.
Inexplicavelmente, ela era bonita." - Pág. 251


" Por um instante, era isso que ele era. Não um soldado, não o inimigo de ninguém, e sua morte iminente parecia insignificante. O fato de eles viverem como viviam, anjos e monstros presos numa torrente de assassinatos e mortes, mortes e assassinatos, parecia uma  escolha arbitrária.
Como se eles também pudessem escolher não matar e morrer. " - Pág. 251


" Apesar da máscara maligna pintada, seu rosto era doce, o  sorriso era doce. Akiva  não estava familiarizado com a doçura; aquilo o atingiu no meio do peito, em algum ponto profundo que nunca dera nenhum sinal de guardar sentimentos. Era tão novo e estranho quanto se um olho tivesse brotado de repente na parte de trás de sua cabeça, enxergando em uma nova dimensão." - Pág. 253


" Tinham sido ensinados desde o berço que os quimeras eram criaturas vis e desprezíveis, demônios, animais. Mas Madrigal...ela conseguira libertá-lo de suas intolerância em um instante, e era hora de ele tentar fazer o mesmo. - Uma quimera salvou minha vida. E eu me apaixonei por ela."' - Pág. 258


" Os Stelian eram conhecidos por duas coisas. a primeira era sua independência feroz - não faziam parte do império, tendo se recusado terminantemente, ao longo dos séculos, a se reunir a seus irmãos serafins.
A segunda era sua afinidade com a magia. Acreditava-se, nas trevas profundas da história, que os primeiros magos  tinham sido Stelian, e havia rumores de que eles ainda praticavam um nível aprimorado de magia, desconhecido no restante de Eretz." - Pág. 262


" - Esperança? A esperança pode ser uma força poderosa. Talvez não haja magia real nele, mas,  quando você sabe o que mais deseja e mantém isso aceso como uma chama dentro de si, pode fazer as coisas acontecerem, quase como mágica." - Pág. 266


" - Quero que você saiba...- Ele engoliu em  seco. - Preciso que saiba que fui atraído até você...até você, Karou...antes do osso da sorte. Antes de eu saber, e acho que ...acho que sempre a encontraria, não importa quão bem estivesse escondida. - Ele a olhava fixamente, com extraordinária intensidade. - Sua alma canta para minha. Minha alma é sua, e sempre será, em qualquer mundo. Não importa o que aconteça...- Sua voz falhou, e ele respirou fundo. - Preciso que você se lembre de que eu amo você." - (Akiva para Karou) Pág. 278


" Espectros - como os ressuscitados eram chamados - não precisavam pagar com dor pelo poder; isso já tinha sido feito. Os hamsás eram uma arma mágica paga com a dor da última morte." - Pág. 306


" Seus pensamentos tinham voado para longe, disparando e mergulhando com as mariposas-beija-flor que afluíam aos milhares as lanternas presas no alto, e se perguntava, com o coração batendo forte e agitado, para onde seu anjo tinha ido." - Pág. 327


" Mas Zamzumin era um trapaceiro. Ele só precisava de um fragmento de escuridão para trabalhar. Ele insuflou vida nas sombras e, da mesma forma que os deuses da luz fizeram os serafins à sua imagem, assim Zamzumin fez os quimeras à imagem dele, que eram, portanto, hediondos, e então para sempre os serafins lutariam do lado da luz, e os quimeras, da escuridão, e seriam inimigos até o fim do mundo." - Pág. 346


" - A guerra é tudo o que nos ensinaram, mas há outras maneiras de se viver. Podemos descobri-las, Akiva. Podemos inventá-las. Isto aqui é o começo - disse ela, e tocou o peito dele, sentindo um ímpeto de amor pelo coração que impulsionava seu sangue para a pele macia e para as marcas, e pela sua ternura mada militar. Ela pegou a mão dele e pressionou contra seu peito, e disse: - Nós somos o começo." - Pág. 353


" Ela desviou o olhar das palmas de suas mãos para cima - de assombro para outro - e Akiva estava diante dela. Ele estava parado no pé da cama  em que, apenas um momento antes, eles tinham caído juntos, o corpo dele inteiro contra o dela, e Karou entendeu que ânsia pela completude vinha do que ela havia compartilhado com ele em outro corpo, em outra vida. Ela se apaixonara por ele duas vezes. amava-o agora com os dois amores, de forma tão avassaladora que era quase insuportável. Ela o contemplou através de um prisma de lágrimas." - Pág. 356

" A lâmina cintilou enquanto descia, e Akiva caiu para frente sobre suas  mãos. Ele estava despedaçado, vazio. amor, paz, maravilhamento: destruídos. Esperança, humanidade: destruídos.
Tudo o que restou foi vingança." - Pág. 358


" - A magia não vai nos salvar. O poder que seria necessário para conjurar algo nessa escala...o dízimo nos destruiria. a única esperança...é a esperança.  - ele ainda segurava o osso da sorte. - Você não precisa de amuletos para isso...está no seu coração ou em parte alguma. E em seu coração, criança, ela é mais forte do que eu jamais vi." - Pág. 369


" Você  foi leal a ela, mesmo que ela não tenha sido a você. Nunca se arrependa da sua própria bondade, criança, Permanecer leal diante do mal é um feito de força." - Pág. 369






sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Curiosidades | 15 livros em dois meses, será que dá?



  Mês de Agosto começou, e para os leitores este é um mês recheado de coisas boas, não é verdade? Hoje se inicia a 25ª Bienal do Livro aqui em São Paulo, que traz muitos eventos bacanas, palestras e a oportunidade de conhecer escritores nacionais e estrangeiros. Além da Bienal, que com certeza irei, também terei um tempinho livre no final do mês e no começo de Setembro, pois estarei de férias! Como voraz leitora que sou, decidi investir nas leituras, recuperando o tempo (que não tenho) para sair do padrão de uma ou duas leituras por mês.

Então escolhi 15 livros da minha estante, para maratonar entre Agosto e Setembro.

Vamos lá? 


1. Dias de sangue e estrelas

2. Sonhos com deuses e monstros

3. O ódio que você semeia

4. Eu Sou a lenda

5. Ame o que é seu 

6. Marianas a civilização dos sonhos

7. Vingança da Maré 

8. Novos X-Men e de extinção

9. Contos de uma fada

10. Percy Jackson – A batalha do labirinto

11. A garota do calendário – Abril

12. Maze runner – Ordem de extermínio

13. House of Night – Escolhida

14. Fallen – Apaixonados

15. Blackbird - Deadfall

  Durante o período de férias provavelmente estarei ausente aqui no Paraíso dos Livros por algumas semanas. Mas, volto na última semana de Setembro com muitas novidades e espero que com muitas resenhas e histórias para contar a vocês!

Um abraço e até breve, leitores!

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Lançamento | Editora Darkside anuncia lançamento em agosto de Chronos: Limites do Tempo


Pode vir agosto, já estamos preparados!

A Darkside promete trazer muitos lançamentos para o próximo mês e na sua linha Darklove a editora publicará a sequência de Chronos: Viajantes do Tempo. No primeiro livro da premiada trilogia de Rysa Walker, acompanhamos a história de Kate Pierce-Keller, que não só descobriu que possui um gene que a permite viajar no tempo, como também saltou para o século XIX para impedir um homicídio e ajustar a linha temporal que desmanchou sua família.


Em Chronos: Limites do Tempo, Kate está frente a frente com uma conspiração envolvendo os ciristas, um culto religioso que ameaça afetar o universo como o conhecemos ao fazer mudanças nas linhas temporais para aumentar sua rede de poder. Para impedi-los de alterar a realidade de maneira irreversível, ela foi incumbida de coletar todas as chaves CHRONOS através do tempo antes que elas parem nas mãos erradas.



Nesta sequência de tirar o fôlego, Rysa Walker apresenta um jogo de ações e consequências em que limites são testados literalmente o tempo todo — como toda boa história envolvendo viagens no tempo deve ser, afinal, cada caminho traçado pode ter implicações perigosíssimas. E o finalzinho deste segundo volume vai deixar qualquer um com vontade de saltar no tempo para saber como tudo termina.


Fonte de notícia: Darkside books

Fonte 

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Curiosidades | Minhas leituras de Junho




Junho, voltando  a uma leitura


Diferente do mês de Maio que conseguir ler três livros com a ajudar do planner, o mês de junho finalizei apenas uma leitura. Em parte, porque estava focada com o planejamento para finalização do meu primeiro livro, o que foi ótimo. Porém as leituras ficaram em segundo plano neste mês. 

A minha leitura foi: O terceiro volume da série Percy Jackson e os olimpianos - A maldição do Titã do escritor Rion Riordan. 
Então vamos,lá?


  Ao final do segundo volume, Thalia retorna a vida. Após um chamado de Grover, Percy, Annabeth e ela, seguem para uma missão de resgate de dois meio-sangues que foram encontrados com ascendência desconhecida. Porém, novamente obstáculos aparecem no caminho e Cronos, o Senhor dos Titãs arquiteta um plano para surpreender Percy e seus amigos.
  Gosto de como Rick Riordan, consegue elaborar sua narrativa interligando os fatos as previsões do Oráculo, explicando cada fato detalhadamente, sem esquecer-se de nada. É como se traçasse uma linha em sua mente, pontuando cada momento a uma frase da profecia, e neste livro o leitor tem total percepção disso, fascinante. Tudo é muito rápido e eletrizante. Em um segundo Percy está resgatando Nico e Bianca di Angelo, no outro, Bianca já é uma Caçadora e Annabeth e Ártemis desapareceu, surgindo inúmeros perigos em uma missão que Percy nem deveria participar. São muitas emoções!
  Um dos momentos mais marcantes desse livro, foi descobrir que nenhum dos três grandes cumpriram com sua promessa. Agora há um filho de Poseidon, uma filha de Zeus e um filho de Hades e um grande enigma para o leitor, quem será o traidor nos próximos volumes, cumprindo assim a primeira profecia do Oráculo? Estou mega curiosa! Que venha a Batalha do labirinto! #Recomendo.



Espero que tenham gostado das minhas leituras de Junho.
Até o próximo mês, leitores!

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Notícias | Samanta Holtz divulga sua agenda para a Bienal do Livro 2018


Falta pouco para 25ª Bienal do livro! 

A Bienal desde ano  será de 03 à 12 de Agosto e recentemente a escritora Samanta Holtz, divulgou através de suas redes sociais sua agenda. Samanta estará no estande da Arqueiro no dia 04 de Agosto das 18h30 às 19h30 para sessão de autógrafos e na arena Cultural no horário das 20h às 22h. 

É fã de Samanta Holtz, então fica a dica!



Resenha | Percy Jackson - A Maldição do Titã - Rick Riordan - Livro 3





Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca 
Páginas: 336
Avaliação:      


Que as aventuras continuem!

Ao final do segundo volume, Thalia retorna a vida. Após um chamado de Grover, Percy, Annabeth e ela, seguem para uma missão de resgate de dois meio-sangues que foram encontrados com ascendência desconhecida. Porém, novamente obstáculos aparecem no caminho e Cronos, o Senhor dos Titãs arquiteta um plano para surpreender Percy e seus amigos. Como aconteceu nos dois livros anteriores, na Maldição do Titã, novamente Percy tem sua lealdade testada. O jovem nunca deixaria um amigo para trás, ou alguém que tenha feito uma promessa, não é mesmo? 

"- Os defeitos mais perigosos são aqueles que, com moderação, são qualidades."

Então, Cronos usa essa grande arma que tem nas mãos para guiar Percy para sua armadilha. Logo de início, somos apresentados as Caçadoras, guerreiras que renegam os prazeres carnais, seguindo uma vida de batalhas. Após o desaparecimento de Annabeth, a líder das Caçadoras, a deusa Ártemis também desaparece e Percy sente que os fatos estão conectados. 

Gosto de como Rick Riordan, consegue elaborar sua narrativa interligando os fatos as previsões do Oráculo, explicando cada fato detalhadamente, sem esquecer-se de nada. É como se traçasse uma linha em sua mente, pontuando cada momento a uma frase da profecia, e neste livro o leitor tem total percepção disso, fascinante. Tudo é muito rápido e eletrizante. Em um segundo Percy está resgatando Nico e Bianca di Angelo, no outro, Bianca já é uma Caçadora e Annabeth e Ártemis desapareceu, surgindo inúmeros perigos em uma missão que Percy nem deveria participar. São muitas emoções! Além disso, novos seres são incluídos na trama como: 
- O Manticore (Dr. Espinheiro) monstro mitológico, com cabeça de homem, corpo de leão e cauda de escorpião ou de dragão.
- O Ofiotauro (Bessie), criatura mitológica temida pelos deuses, pois quem o sacrificar terá os poderes para derrotá-los.
- E o amável Pégaso Blackjack que insisti em chamar Percy de "chefe".

" A oeste, cinco buscarão a deusa acorrentada,
Um se perderá na terra ressecada,
A desgraça do Olimpo aponta a trilha,
Campistas e Caçadoras, cada um, brilha,
A maldição do titã um deve sustentar,
E, pela mão do pai, um irá expirar." - ( Visão do Oráculo - Pág. 97)

O terceiro volume, eleva a história de Percy Jackson, mostrando os fatos de uma forma madura. Pela primeira vez há mortes de personagens significativos, assim como também os primeiros sinais reais dos sentimentos de Annabeth e Percy Jackson. Nosso herói está crescendo, e tendo mais responsabilidades. Há diversos diálogos entre Percy e diferentes deuses do Olimpo discutindo assuntos sérios e não apenas algo relacionado a missão. Existe uma preocupação da parte de todos em relação ao futuro, tornando a maldição do Titã um livro fundamental para conclusão do enredo principal.

Um dos momentos mais marcantes desse livro, foi descobrir que nenhum dos três grandes cumpriram com sua promessa. Agora há um filho de Poseidon, uma filha de Zeus e um filho de Hades e um grande enigma para o leitor, quem será o traidor nos próximos volumes, cumprindo assim a primeira profecia do Oráculo? Estou mega curiosa! Que venha a Batalha do labirinto! #Recomendo


quinta-feira, 12 de julho de 2018

Curiosidades | Série em destaque: Feita de Fumaça e Osso de Laini Taylor



Se você acompanha o Paraíso dos Livros, já sabe que séries literárias são minhas leituras favoritas e pensando nisso, nós próximos meses irei completar as leituras de algumas séries que iniciei porém não finalizei. A primeira série em destaque será: Feita de Fumaça e Osso da escritora Laini Taylor. 
Li o primeiro livro da trilogia em 2012, mas os demais livros na época demoram para chegar ao  Brasil e consequentemente abandonei a série no seu segundo volume. 

A trilogia é composta com os seguintes livros:

Livro 1 - Feita de  Fumaça e Osso
Livro  2 - Dias de Sangue e Estrelas 
Livro 3 - Sonhos de Deuses e Monstros

Ainda há um volume extra em formato digital:

Noite de Bolos e Marionetes

Assim que concluir as leituras, publicarei os resumos aqui no Paraíso dos Livros, fiquem conectados!

E você, já leu  está trilogia? O que achou os personagens e suas histórias?

Deixe seu comentário!
O Paraíso dos Livros conta com você!
   

terça-feira, 3 de julho de 2018

Citações do livro "Percy Jackson - A Maldição do Titã" (56)



" Eu ainda queria saltar do penhasco e sair à procura dela, mas tinha a sensação de que Ártemis estava certa. Annabeth se fora. Se ela estivesse lá embaixo no mar, pensei, eu poderia sentir sua presença." - Pág. 39


" Eu não conseguia falar. Sentia-me como um intruso. E um completo fracasso. Não podia acreditar que fora até ali e sofrera tanto para perder Bianca para um clube de eternas garotas." - Pág. 50


" Sentei-me, rígido , na cama, agarrado os lençóis. Não havia nenhum ruído em meu chalé, exceto o gorgolejar da fonte de água salgada. O relógio na mesa de cabeceira mostrava que passava pouco da meia-noite.
Era só um sonho, mas eu tinha certeza de duas coisa: Annabeth corria um perigo terrível. E o responsável era Luke. " - Pág. 81


" A oeste, cinco buscarão a deusa acorrentada,
  Um se perderá na terra ressecada,
  A desgraça do Olimpo aponta a trilha,
  Campistas e Caçadoras, cada um, brilha,
  A maldição do titã um deve sustentar,
  E, pela mão do pai, um irá expirar." - ( Visão do Oráculo - Pág. 97)


" - Se não fosse pelos sonhos - disse ele -, eu não saberia metade do que sei sobre o futuro. Eles são melhores do que tabloides do Olimpo." ( Apolo para Percy) - Pág. 162


" Tem sempre uma saída para aqueles que são espertos o bastante para encontrá-la." - Pág. 224

" - Este é o seu momento. Foi para isso que o Senhor Cronos a trouxe de volta à vida. Você irá sacrificar o Ofiotauro. Você levará o poder ilimitado. E, em seu décimo sexto aniversário, derrubará o Olimpo." ( Mantiore para Thalia) - Pág. 240


" - Como você sabe pouco das coisas, meu jovem. Este é o ponto em que o céu e a terra primeiro se encontraram, onde Urano e Gaia deram à luz seus filhos, os titãs. O céu ainda aseia em abraçar a terra. Alguém precisa mantê-lo a distância, caso contrário ele desabaria sobre este lugar, instantaneamente achatando a montanha e tudo num raio de cem léguas. Uma vez que você assuma o fardo, não tem como escapar - sorriu Atlas." ( maldição do titã) - Pág. 268


" - Percy! - gritou Zoë. - Cuidado!
Eu sabia sobre o que ela estava me avisando. Quíron havia me dito fazia muito tempo: Os imortais são refreados por antigas regras. Mas um herói pode ir a qualquer lugar, desafiar qualquer um, desde que tenha coragem. 
Uma vez que eu atacasse, porém, Atlas estaria livre para reagir, com todo o seu poder." - Pág. 272


"Atrás de nós, o exército de Cronos rugia em fúria, reunido no topo do Monte Tamalpais, mas o som mais alto era a voz de Atlas, berrando pragas contra os deuses sob o violento esforço de sustentar o peso do céu." - Pág. 280


" Então olhei para onde ela apontava. Bem acima do Empire State Building, o Olimpo era uma ilha de luz por si só, uma montanha flutuante flamejando com tochas e braseiros, palácios brancos de mármore brilhando na atmosfera do início da manhã. 
- O solstício de inverno - disse Thalia. - O Conselho dos Deuses." - Pág. 288


" Existem festas, e existem festas enormes, espetaculares, estrondosas. E existem também as festas olimpianas. Se você um dia tiver a chance, escolha a olimpiana." - Pág. 299


" - Se fosse tão fácil, ele teria escapado há muito tempo. Não, meu filho. a maldição do céu só pode ser imposta a um titã, um dos filhos de Gaia e Urano. Qualquer outro precisa escolher assumir o fardo por sua própria vontade. Somente um herói, alguém com força, coração fiel e grande coragem, faria tal coisa. Ninguém no exército de Cronos ousaria tentar suportar aquele peso, mesmo sob pena de ser morto." ( Poseidon para Percy) - Pág. 301-302


" - Cronos conhece o seu defeito, mesmo que você não conheça. Ele sabe como estudar seus inimigos. Pense, Percy. como ele vem manipulando você? Primeiro, sua mãe foi tirada de você. Depois, seu melhor amigo, Grover. Agora minha filha, Annabeth. - Ela fez uma pausa, desaprovadora. - Em todos os casos aqueles que você ama foram usados para atraí-lo às armadilhas de Cronos. Seu defeito fatal é a lealdade, Percy. Você não sabe a hora de recuar diante de uma situação sem saída. Para salvar um amigo, você sacrificaria o mundo. Para o herói da profecia, isso seria muito, muito perigoso.
Cerrei os punhos.
- Isso não é um defeito. Só porque quero ajudar meus amigos...
- Os defeitos mais perigosos são aqueles que, com moderação, são qualidades - afirmou ela. - É fácil lutar contra o mal. A falta de sabedoria... esta, sim, é muito difícil de vencer." - Pág. 303





Atividades do Blog