quinta-feira, 21 de julho de 2016

Citações do livro "Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban" (30)





"Porque nos sonhos entramos num mundo inteiramente nosso.Deixe que mergulhe no mais profundo oceano, ou flutue na mais alta nuvem."


"Eu não saio por aí procurando encrencas. Em geral as encrencas é que vem ao meu encontro." - Harry.


“Aqueles que nos amam nunca nos deixam de verdade.” 



"O que você mais teme é o medo. Muito sensato, Harry." - Professor Lupin.

“É possível encontrar a felicidade nas horas mais sombrias, se a pessoa se lembrar de acender a luz.” 


" Você acha que os mortos que realmente amamos nos deixam? Você acha que não nos lembramos deles ainda mais claramente em momentos de grandes dificuldades? O seu pai vive em você Harry.'' - Dumbledore.

"As consequências de nossos atos são tão complexas, tão diversas, que predizer o futuro é uma tarefa realmente difícil..." - Dumbledore.


“ – Para mim o senhor parece estar gozando de excelente saúde, Potter, por isso me desculpe mas não vou dispensá-lo do dever de casa, hoje. Mas fique descansado, se o senhor morrer, não precisa entregá-lo.”
Minerva McGonagall, cap. 6, pág. 93


“A palavra de uma criança, embora honesta e verdadeira tem pouco valor para aqueles que não sabem mais ouvir.” 


“Juro solenemente não fazer nada de bom.” 


“ – Tem certeza que você sabe montar nessa vassoura, Potter? – disse uma voz arrastada e fria.
Draco Malfoy chegara para dar uma espiada, seguido de perto por Crabbe e Goyle.
– Acho que sim – disse Harry, descontraído.
– Tem muitas características especiais, não é? – disse Malfoy, os olhos brilhando de malícia. – Pena que não venha com um pára-quedas, para o caso de você chegar muito perto de um dementador.
Crabbe e Goyle deram risadinhas.
– Pena que você não possa acrescentar braços na sua, Draco – retrucou Harry. – Assim ela poderia apanhar o pomo para você.”- cap. 13, pág. 210



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog