quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Notícias | Netflix libera data de estreia e trailer da terceira temporada de 13 Reasons Why, Confira!




A Netflix revelou hoje (01/08) o trailer da terceira temporada da série 13 Reasons Why. A prévia também revela a data de estreia para 23 de agosto.

A plataforma de streaming aproveitou para anunciar, também, que 13 Reasons Why foi renovada para um quarto ano, que será o último da série. A produção dos episódios finais já começou, segundo a Netflix. A estreia deve acontecer em 2020.

A decisão veio poucas semanas depois do serviço de streaming alterar uma das cenas mais polêmicas de 13 Reasons Why, o suicídio de Hannah (Katherine Langford) na primeira temporada. A série tem sido criticada desde sua estreia por exibir o momento de forma explícita, e considerada irresponsável.

O terceiro ano de 13 Reasons Why, enquanto isso, vai nos apresentar um novo mistério. Desta vez, teremos que descobrir quem matou Bryce Walker (Justin Prentice).

Enquanto a câmera do trailer nos mostra cada um dos suspeitos do crime, uma narração garante que "dadas as circunstâncias, e a motivação certa, qualquer um poderia ter feito isso".


Fonte de Notícia: Entretenimento UOL


Confira trailer abaixo:

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Citação #63 | Sorrisos Quebrados



" Olhando para trás consigo perceber que tudo era perfeito demais, e ninguém pode ser assim. Não existe um homem sem falhas, mas, por ele parecer tão bom, fui me modificando para fazê-lo feliz."

" - O bom dos muros é que podem ser derrubados - declara com convicção.
- Tenha cuidado ao derrubá-los, para as pedras não caírem sobre você. Não existe nada pior do que tentar salvar alguém e terminar soterrado. "

" Ele é o urso dono da floresta, que caminha ferozmente e com cautela, pois já ficou preso em armadilhas escondidas que feriram gravemente."

" Às vezes, precisamos olhar para as pessoas com o coração e não com os olhos, pois só assim nós vemos quem realmente são."

" - Quando você foi embora, fiquei pensando quando estaríamos outra vez juntas, porque gostei tanto do nosso dia que quero repetir muitas vezes. Adorei saber que você também quer estar comigo, então estou muito feliz por você estar aqui para me fazer companhia e ajudar a passar o dia.
- Eu também, Paola. Fiquei chorando até o papai dizer que eu podia."

" Nossas expressões podem não ser verdadeiras. Um sorriso pode esconder tristeza ou falsidade. Podemos aparentar apatia, quando, por dentro, estamos vivenciando todos os sentimentos com intensidade, ou fingir tristeza quando é mentira. Isso não acontece comigo. Sim, posso esconder ou aparentar diferentes emoções, mas não consigo disfarçar que me aconteceu algo violento, alterando para sempre não só o meu exterior, como quem sou no mais profundo do meu ser."

" Como pode querer que uma criança que se esconde na  sua concha protetora saia dela, se você não consegue fazer o mesmo? Como poderá ajudá-la, como sei que quer, se não tem coragem de sair do seu próprio conforto? Como poderá, um dia, olhar nos olhos da Sol e dizer que não faz mal conhecer novas pessoas, e que nem todas são más, se você não sabe se isso é verdade ou não?"

" Respeito o medo dela, e ela prefere a companhia da Sol à minha. Alguém fez muito mal a ela, mãe. Alguém arrancou mais do que o rosto e a beleza dela. Sei que a minha presença a incomoda. Mesmo que não a amedronte como antes, ela ainda tem pavor de que eu faça algo que a machuque. Só espero que, um dia, ela perceba que eu seria incapaz de algo assim. Não gosto que pense algo errado sobre mim, mas as pessoas que olham para ela também a julgam sem saberem quem realmente é."

" Saber que meu raio de sol é amado por mais alguém...significa tudo para mim. Além disso, noto que Paola nunca esconde o rosto na presença da Sol, mas comigo é o oposto. É como se não quisesse que eu olhasse e a julgasse, sem perceber que aquele lado dela tenta contar uma história que quero descobrir."

" Só podemos perceber se uma pessoa é ideal para nós se dispusermos de tempo para conversar e descobrir seus sonhos na vida. Olhar para uma mulher e achá-la bonita é diferente de encontrar uma que caminhe contigo no bom e no mau da vida."


" A morte é a verdade. É a verdade que sabemos estar todos os dias conosco a partir do momento que o nosso coração bate pela primeira vez. Ela está sempre presente. Vinte e quatro horas por dia. E se apresenta de inúmeras do formas, umas mais dolorosas do que outra. Não temos como fugir dela e, talvez por isso, a humanidade goste tanto de mentiras, porque, às vezes, elas são mais bonitas. São tudo que nos resta.
- Como assim?
- Ninguém quer pensar que a morte está fazendo contagem regressiva da nossa partida do mundo, por isso dizemos que temos a vida toda para viver. O problema é que essa mentira se tornou tão forte que as pessoas não aproveitam para viver plenamente. Não valorizam suas próprias vidas e nem as dos outros. Não percebem que a vida foi a folga que a morte nos deu e não estamos sabendo lidar com isso."


" - Sabemos que elas não têm a forma estelar como desenhamos e que, na realidade, é impossível tocá-las, mas isso não tira a beleza nem o desejo de alcançá-las. A vida é como as estrelas. Uma bela mentira que, ao contrário de outras, precisamos tentar agarrar com toda a força porque é fugaz. É a mentira mais linda do mundo. Só existem essas duas mentiras que podemos aceitar: a vida para aproveitarmos ao máximo e as estrelas para tocar."


" Quem machuca é a pessoa que amamos. Quem nos faz sofrer é a pessoa que deveria nos proteger e fazer felizes. Que, no amor, as lágrimas deveriam ser sempre de felicidade. Que o amor pela pessoa certa pode ser a experiência mais bela da nossa existência, e por isso não conseguimos defini-la. Não sabemos, porque, quando amamos alguém com tanta intensidade e somos correspondidos, é como perceber que voamos sem asas."


" - Por que aceitou vir comigo, quando, até há pouco, parecia ter medo de mim?
- A certeza.
- Que certeza?
- De que nunca me faria mal. Não intencionalmente.
- Não entendo.
- Você é escuro, André. Durante o dia é apenas uma sombra, mas aqui, junto com a escuridão da noite, percebi que, assim como os vagalumes, só na noite sua luz surge. Ela não é forte para iluminar o caminho, mas você pisca. E, quando você brilhou na escuridão, ganhei coragem para também brilhar um pouco."


" Sem desviar o olhar, André continua traçando círculos, ao mesmo tempo que começa a falar num tom totalmente diferente do que Roberto costumava usar. O homem que é a minha referência para o bem e para o mal.
- Paola, também queria que soubesse que não mereceu isso. - Passa o dedo sobre uma área da mão com um buraco fundo, onde os dentes arrancaram tudo e dois dedos ficaram menores porque foram comidos pelo cachorro. - Um dia, você voltará a ser feliz porque quem fez isso roubou a felicidade, os sonhos,  a paz e a beleza exterior, mas não o mais importante.
  O quê?, quero perguntar, mas fico calada olhando para ele, receando que consiga sentir como meu coração bate acelerado.
  Estou tão nervosa.
- Quando arrancaram pedaços do seu corpo, o coração ficou aí dentro. Batendo."


" Não, Paola não é uma mulher linda. Em qualquer lugar do mundo, independentemente dos diferentes padrões de beleza, nunca será considerada como tal. Mas algo nela também não permite que seja feia. Não para mim."


" É claro e muito visível o amor que ela tem pelos avós, mas a forma como segura a mão do pai é poderosa. Ele não é somente seu pai, único amigo e mãe. Não. De alguma forma, Sol sabe que ele é a única razão para ela estar aqui. E eu também sei que algo grave aconteceu, alterando eternamente quem um é para o outro. Foi essa certeza, do homem que André é com a filha, que aniquilou o receio que senti. Porque ele nunca faria nada que comprometesse a relação que ambos têm. Ela é o seu tudo."


" - Prometo que esta noite somos um do outro, sem vergonha de como somos aqui. - Passa os dedos pelas cicatrizes, - E aqui, - Pega a minha mão, pousando-a sobre seu coração. - Sem o passado presente nesta Caixa, sem as pessoas que nos transformaram, só nós dois, Paola. Quero terminar esta noite sabendo que fizemos tudo que queríamos. Talvez por um impulso ou carência, mas fizemos, e que, de alguma forma, te dei algo de que precisava e você a mim. Se for somente dormir abraçados, que assim seja. O fato de eu estar com você é suficiente para mim. Eu só preciso ter você comigo por uma noite par dar luz à minha vida."


" Somos como plantas: sem afeto murchamos, e o que havia de bonito em nós seca."

" Quando os vi, grandes e fortes, pensei na destruição que poderiam me causar, mas agora sei que são o abrigo mais seguro onde jamais estive. Esta noite vou imaginar que terei esses braços por toda a minha vida e não sentirei mais medo. Eles não foram feitos para esmagar, mas para proteger."


" Pensei que seria somente uma tela sem uso porque alguém estragou todo o potencial, mas hoje, aqui nesta Caixa, você mostrou algo. Os buracos estarão sempre presentes. Continuarei sempre rasgada e nunca serei admirada, mas, se um dia alguém quiser colar tudo com muita paciência, poderá depois pintar. Nunca será igual a um quadro de tela lisa, mas será um quadro que o pintor gostará de guardar para sempre."


" Para muita foi complicado acreditar que um homem como Roberto fora capaz de um ato tão bárbaro, desculpando-o como sendo ciúmes. " Há homens que amam tanto as mulheres que não conseguem controlar os ciúmes", diziam como se fosse desculpável.
 Mas o pior não eram esses olhares, e sim os de pena. Para muitas, deixei de ser a Paola, pois minhas feições não eram mais as mesmas, mas isso eu não permiti. Roberto roubava muito de mim, e outras partes minhas eu acabara entregando, escondendo e guardado...até perceber que, se sobrevivera, fora por algum motivo."


" A vida é um labirinto onde todos tentamos localizar a saída e onde poucos têm a sorte de encontrar o parceiro ideal para a aventura que é viver. Alguém que não solta a nossa não quando erramos na escolha do caminho ou porque não temos mesmo vontade de acertar, pois percebemos que mais importante do que localizar a saída é conhecer o labirinto.


" Passo a mão em seu cablo tão claro que a faz parecer um anjo. Acredito que ela é, e por isso o mundo tem dificuldade de compreendê-la. Tem bondade demais dentro se si, e, quando tentaram tirar-lhe isso, ela decidiu nunca mais mostrar como é feita de amor, a não ser para Paola. as duas são tão iguais que me assusto.
 A realidade foi tão cruel para ambas que, em vez de ficarem como eu, elas decidiram criar luz própria. Brilhando onde ninguém consegue."


" Preciso mostrar que posso tentar porque quero mais. Quero que me veja. Quero que consiga perceber que posso ser como as outras mulheres e fazer parte da sua vida em todos os momentos. São as frases que quero dizer, mas guardo."


" - Espero que um dia alguém apareça e, sem entender como, te mostre que entre o inferno e o paraíso há uma queda e um salto. Nós já caímos sem termos podido impedir o choque, e ardemos no fogo com dores, mas a opção de saltar é nossa. Eu tentei saltar com você... e ainda consegui tocar as nuvens. Não deu certo, mas um dia vou saltar novamente, mesmo estando cansada de arder. Desejo que salte também, mesmo não sendo comigo."


" - Bem, a Sol me deu a mãozinha, olhou para mim e disse: Paola, eu vou com você, e assim as pessoas não vão ter medo da Fera porque eu vou estar feliz e elas vão perceber que você é linda."


" Dois meses sem vê-lo. Oito semanas sem ouvi-lo. Sessenta dias sem senti-lo. Mil quatrocentos e quarenta horas pensando nele."


" Por isso eu digo, se você acha que André sente o mesmo, espere, mas se acha que pode recomeçar sem ele, vire a página."


" Esta é a razão pela qual as pessoas preferem as mentiras, Paola. A verdade é dolorosa. E de você eu prefiro qualquer verdade que me destrua do que tantas outras mentiras que me alimentaram. O que você esqueceu de dizer é que o parasita mata ao mesmo tempo que dá vida ao hospedeiro por não matá-lo de uma só vez. No momento em que sai do seu corpo, ele morre, pois não lhe resta nada. Talvez, mesmo em sofrimento, a vítima ainda tenha esperança."


" Dinheiro não traz  felicidade, mas a falta dele traz desespero."


" Não vivo somente dentro de uma muralha alta demais, como pedras pesadas demais. Não. Eu vivo num lugar que é isso tudo e muito mais. É uma ilha cercada por uma vastidão de espinhos grandes e afiados, situada sobre um vulcão." 


" O universo pode ser um lugar escuro, mas basta uma estrela para iluminá-lo." 


" Por que amar, às vezes, é tão doloroso? 
Minhas mãos tocam todos os cantos do seu corpo e quero perguntar-lhe tantas coisas, mas é hora de silenciar.
Admiro sua beleza exterior, percebendo que nunca foi essencial porque, se André é o homem mais lindo que eu já vi, essa beleza evapora com tudo o que sei sobre ele. Para mim ele é perfeito pelo simples fato de não o ser." 


" Faço um brutal esforço para segurar as emoções, que são intensas. Ele é como um tsunami vagando pelo oceano: raro, mas, quando se forma, consegue afundar o maior dos navios, e eu sou um simples barquinho tentando resistir." 


" Intimidade é quando o casal não precisa falar, porque o outro consegue ler os lábios que não se movem, escutar a alma que grita e ver o amor invisível." 


" Paola é a flor que nasce no concreto. Aquela que foi pisada porque cresceu num lugar onde ninguém parou para contemplar a sua beleza, mas que, depois de estar quebrada, comentavam como era frágil, e por isso não aguentou a dura realidade. Idiotas que não perceberam que, além de ter sobrevivido, ela continua trazendo beleza aonde falta." 


" - Não existe mais ninguém aqui dentro, a não ser a Sol. Ela ocupa muito espaço, mas descobri há meses que, onde a Sol dá brilho a um coração machucado, você pinta com tinta. Uma tinta própria para a escuridão. 
 Mais lágrimas descem pelo seu rosto. 
 - Eu sou como aquela Caixa, Paola. Sou grande e dou abrigo a todos que amo, mas sou oco por dentro. Eu era escuro, vazio...até você entrar e me iluminar. E... e eu não quero mais viver sem cor."


" Jorge é como um irmão para mim. E nunca devemos abandonar a família. Além disso, ele precisa de alguém que lhe mostre que existem toques que não doem e noites em que acreditamos que a felicidade não é um sonho." 


" Paola, não vou prometer perante Deus, em uma igreja, te amar. Cuidar de você. Ser seu amigo. Não vou, perante amigos, dizer que te amo. Que seremos felizes. Viveremos para sempre juntos. Mas perante você, a única pessoa que precisa acreditar em mim, eu vou dizer sempre de você e deixar que cuide de mim. Ser seu parceiro. Vamos ser felizes. Viver sempre juntos. Prometo dar vida aos seus sorrisos. E nunca mentir para você." 


" Com ele percebi que é na escuridão que brilha o amor verdadeiro, que as palavras verdadeiras reluzem, e sei que as dele nunca perderão a intensidade." 


" Ao contrário de mim, que me assustei com a sua aparência por debaixo das cores, Paola beijou cada lugar feio e solitário dentro de mim, sem se assustar. Entrou no lugar escuro que era a minha vida, mesmo depois de ter prometido a si mesma que só viveria no seu mundo colorido. 
 Juntos descobrimos que os sorrisos mais lindos estão escondidos nos rostos mais tristes.
 Com Paola, aprendi que, às vezes, precisamos entrar em caixas pretas para perceber que nunca paramos de brilhar, e que a nossa cor só pode ser vista por quem foi pintado pelas mesmas tintas e pelos mesmos pincéis. 
  Flutuando entre estrelas, não tenho mais medo de cair no abismo, pois ela nunca largará a minha mão... e eu nunca mais irei parar de saltar por ela." 


" Com Paola, aprendi que, às vezes, precisamos entrar em caixas pretas para perceber que nunca paramos de brilhar, e que a nossa cor só pode ser vista por quem foi pintado pelas mesmas tintas e pelos mesmos pincéis. 
 Flutuando entre estrelas, não tenho mais medo de cair no abismo, pois ela nunca largará  a minha mão... e eu nunca mais irei parar de saltar por ela." 



Curiosidades | Minha leitura de Abril


Acho que estou devendo alguns leituras a vocês, né leitores? Então vou começar com Abril.

Eu li apenas um livro em Abril, acreditando que novamente seria mais um mês sem novidades em relação a leitura, porém tive uma bela surpresa quando o livro "A gata do rio nilo" veio para as minhas mãos por indicação do meu colega de curso, Davi Nagai. Sim leitores, eu costumo ler as indicações de vocês, muitas vezes antes dos livros que já fazem parte da minha meta literária anual, fica a dica. Apesar de não ser um gênero literário que estou acostumada, gostei muito dessa leitura aonde cada detalhe é de extrema importância para compreensão total da narrativa. O livro apresenta várias versões da mesma história, escrita em diferentes períodos artísticos como: Barroco, Romantismo, Realismo, Naturalismo, Modernismo e Pós-Modernismo. Cada tempo apresenta um ponto de vista de um personagem especifico, trazendo pistas para enfim completar o labirinto enigmático construído ao longo das páginas pela brilhante escritora Lia Neiva.  

A Gata do Rio Nilo - Lia Neiva


Admito que ao iniciar a leitura tive um pouco de dificuldade de acompanhar a narrativa pois a mesma, também é escrita de acordo com o tempo do capítulo, desde Barroco ao Pós-Modernismo onde a escrita é bem semelhante a atual. Se pensar em desistir por esse motivo, saiba que a leitura ficará mais fácil a medida que avança, além disso só terá todas as pistas necessárias e esclarecimentos no último capítulo, então vale a pena investigar esse intrigante enredo. Já que apenas nas páginas finais do livro é possível ter a compreensão total sobre o que realmente aconteceu. Pelo fato de a leitura seguir os tempos artísticos colocando a narrativa também dentro do período, indicaria esse livro para quem se sente confortável em acompanhar narrativas complexas, que apresentem um certo grau de dificuldade. Acredito que o mesmo não funcionaria muito bem para pessoas que não gostam de déjà vu ( o que não é o meu caso), já que há contante repetição dos fatos, acrescentando novos detalhes com o avanço das páginas. Apesar desses prós e contras, "A gata do rio nilo" é um bom livro para quem curti o estilo "quebra-cabeça" como eu costumo chamar, onde há a necessidade de juntar as pistas para entendimento do enrendo. Por esse motivo apesar da estranheza inicial por conta da época, gostei muito da história e recomendaria.


É isso leitores, espero que tenham gostado da minha leitura de Abril. Até o próximo mês!   

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Resenha | A Gata do Rio Nilo - Lia Neiva




Autor: Lia Neiva
Editora: Editora Globo
Páginas: 152
Avaliação:
      


 Tive uma bela surpresa quando o livro "A Gata do Rio Nilo" veio para as minhas mãos por indicação do meu colega de curso, Davi Nagai. Sim leitores, eu costumo ler as indicações de vocês, muitas vezes antes dos livros que já fazem parte da minha meta literária anual, fica a dica. Apesar de não ser um gênero literário que estou acostumada, gostei muito dessa leitura aonde cada detalhe é de extrema importância para compreensão total da narrativa. O livro apresenta várias versões da mesma história, escrita em diferentes períodos artísticos como: Barroco, Romantismo, Realismo, Naturalismo, Modernismo e Pós-Modernismo. Cada tempo apresenta um ponto de vista de um personagem especifico, trazendo pistas para enfim completar o labirinto enigmático construído ao longo das páginas pela brilhante escritora Lia Neiva. 

Um terrível equívoco acaba conectado permanentemente as vidas de Epaminondas ( dono do estabelecimento Azul), Victor Alexandre ( o professor que interpreta de maneira errada a situação, sugerindo algo fatal), Dalmo ( um vendedor de tônicos, insatisfeito com sua vida conjugal), Naná ( esposa de Dalmo, e vítima da sugestão de Victor, seu esposo e Epaminondas) e Glorinha ( a gata que possui uma misteriosa ligação com o Egito antigo).

Admito que ao iniciar a leitura tive um pouco de dificuldade de acompanhar a narrativa pois a mesma, também é escrita de acordo com o tempo do capítulo,  desde Barroco ao Pós-Modernismo onde a escrita é bem semelhante a atual. Se pensar em desistir por esse motivo, saiba que a leitura ficará mais fácil a medida que avança, além disso só terá todas as pistas necessárias e esclarecimentos no último capítulo, então vale a pena investigar esse intrigante enredo.  Já que apenas nas páginas finais do livro é possível ter a compreensão total sobre o que realmente aconteceu.

Enquanto lia, um pensamento constante era: Como uma interpretação errada pode mudar todo o rumo da história. Recordei das minhas aulas de português, que a professora dizia que uma boa interpretação é fundamental para compreensão geral. E veja só, um professor é justamente quem comete esse erro em "A gata do rio nilo". Essa ironia, mostra que qualquer pessoa pode cometer um equivoco. E essa é a grande questão aqui, será que se Victor Alexandre tivesse uma percepção correta dos fatos o final seria diferente? Ou será que Dalmo acabaria levando a história para um final similar por conta da sua insatisfação matrimonial? Outro ponto interessante que a autora coloca é o relato de morte de um dos personagens. O leitor compreende antes do fatídico fim que são os últimos momentos, falas e suspiros de vida, um momento impactante na narrativa, e também um dos melhores capítulos do livro, já que fecha vários ciclos.


Pelo fato de a leitura seguir os tempos artísticos colocando a narrativa também dentro do período, indicaria esse livro para quem se sente confortável em acompanhar narrativas complexas, que apresentem um certo grau de dificuldade. Acredito que o mesmo não funcionaria muito bem para pessoas que não gostam de déjà vu ( o que não é o meu caso), já que há contante repetição dos fatos, acrescentando novos detalhes com o avanço das páginas. Apesar desses prós e contras, "A gata do rio nilo" é um bom livro para quem curti o estilo "quebra-cabeça" como eu costumo chamar, onde há a necessidade de juntar as pistas para entendimento do enrendo. Por esse motivo apesar da estranheza inicial por conta da época, gostei muito da história e recomendaria.

sábado, 15 de junho de 2019

Curiosidades | A metade do ano chegou, o que eu li até aqui! Confira!



Gente, o tempo voa! 


Hoje já é dia 15 de Junho, estamos na metade do ano e sempre nesta data gosto de dá aquela recapitulada em como anda meu aproveitamento nas leituras. E estou chocada! Este ano eu ainda não li nem 10 livros. O que significa que me tornarei a louca das leituras nos próximos meses para tentar compensar isso. 


Mas como nem sempre quantidade é qualidade, posso dizer que esse ano, apesar de ter lido apenas 9 livros até o momento, foram leituras e histórias que com certeza recomendaria a todos, então sim, li muita coisa boa! Admito que meu gênero favorito, fantasia, foi levemente abandonado, mas às vezes mudanças são super válidas para ampliar nossos horizontes e estou feliz em fazer isso no campo literário.

Esse ano, meu planejamento era ler mais livros físicos, porém agora que tenho o Kindle em mãos está meio difícil, já que leio muito mais rápido nessa belezinha. Porém meu coração ainda tem espaço para os 90 não lidos da minha estante (rs). Vamos as leituras até agora:


Janeiro: 
Fiquei dividida entre antigos gostos, drama, romance e assuntos do momento. 

1. Ordem de Extermínio
2. Caçadora de estrelas 
3. Dead Fall
4. Caixa de Pássaros

Fevereiro:
Estava com pouco tempo para as leituras, porém, conseguir ler Sidney Sheldon! Mais uma história ótima, desse incrível autor! 

5. O Estrangulador

Março:
Às vezes é bom mudar não é mesmo? Mas ainda faltava um livro de Maze Runner para completar a coleção (rs). 

6. O poder de mudar hábitos 
7.  Maze Runner: Arquivos

Abril:
Sabe aquelas maravilhosas indicações de leitores, que você leria e indicaria várias vezes? Pois é, esse livro eu faria isso!

8. A gata do rio nilo 

Maio:
Quando a ficção, romance e fatos reais se juntam e criam uma dramática e bela história de superação.

9. Sorrisos Quebrados


Bom, Esses foram os livros que li até essa metade de 2019. Espero que muitos outros façam parte dessa lista até o final do ano. Tem indicações para mim? Não seja tímido, deixe seu comentário! 

Até a próxima leitores! 




Notícias | Editora Salvat faz promoção especial de dia dos namorados. Corre lá, ainda dá tempo de aproveitar!



Queridos leitores, 

Quem me conhece, já sabe que sou uma apreciadora de conteúdos Marvel e como falar desse grande estúdio sem falar da Editora Salvat, não é mesmo? A editora é referência em Hqs , além de ter diversos produtos super legais em sua loja para seu público. Já fazia algum tempo que não entrava no site da editora para comprar Hq e ontem tive uma belíssima surpresa! 

A Salvat está fazendo uma promoção com seus produtos. Ao comprar um item, o segundo de menor valor não será cobrado. Basta ir até a lacuna "cupom de desconto" (que fica ao final da página no canto esquerdo) e utilizar a palavra "namorados". Prontinho, sua compra sairá pela metade do preço! Valeu, Salvat era tudo que eu precisava! 

Vale lembrar que esse cupom funciona para compras de até 2 itens. Como ainda não possuo a coleção completa de Marvel Graphic Novels, obviamente aproveitei a promoção para compra aquelas Hqs que estava namorando dos meus heróis favoritos! 
A promoção vai até terça-feira dia 17/06. Gostou? Corre lá que ainda dá tempo de adquirir os seus! 



segunda-feira, 10 de junho de 2019

Séries da Netflix | O que esperar da 3° Temporada de 3%? Confira review!


Avaliação:      

Apesar de não ter mencionado as duas temporadas anteriores da série 3% , aqui no blog ( o que pretendo fazer em breve), assim que terminei de assistir a terceira temporada lançada dia 7 de Junho, ficou impossível controlar a ansiedade e não trazer para vocês as minhas opiniões sobre essa série.

Na 1° temporada,  ouvi muitas pessoas criticando 3% , pelo simples fato de ser uma série brasileira, o que não faz o menor sentido, já que nosso país produz diversos conteúdos de áudio visual de qualidade e se a Netflix acredita e investi na produção,  vale à pena dar uma olhadinha, não é mesmo? Agora, se assistiu e não gostou, cada um tem o direito de ter uma opinião, certo? Pelo menos não deixou um preconceito falar mais alto, descartando a série logo de cara. Obviamente por ser a primeira série brasileira da Netflix, houve uma exigência muito grande do público, mas acredito que a produção tirou de letra! Bom, eu gostei bastante, achei muito inteligente e a terceira temporada é minha nova favorita.


ATENÇÃO: Caso não tenha assistindo, o conteúdo abaixo contém SPOILER!

No final da segunda temporada Michele convence Fernando a criar a Concha ( um novo local para cidadãos que não apoiam o Maralto e desejam uma realidade melhor que a vida de extrema pobreza do Continente. No começo dessa terceira fase há um salto temporal, que é explicado com alguns flashbacks, algo que devo admitir que me incomodou um pouco. Outro fato que não passa despercebido é ausência de Fernando. Como já tinha sido mostrado no trailer, descobrimos que Fernando morreu. Seu sacrifício defendendo a filosofia que a Concha será um lugar melhor para todos viverem como iguais, é um ato de generosidade e coragem em nome da causa, mas que gera estranheza já que o personagem foi um grande protagonista e sua ausência é brevemente explicada no começo da trama. Para você que assistiu as temporadas anteriores, sabe que Fernando foi um personagem fundamental em 3% e não ver ele em cena com toda sua habilidade e inteligência deixa um vazio no ar. Porém, seu legado não é esquecido, sendo mencionado na maioria dos episódios.  Além de ser necessário para o desenrolar dessa terceira fase e compreensão dos eventos finais.


Sozinha no comando, com uma liderança por vezes instável, Michele consegue ser uma boa líder enquanto tudo está dentro de seu controle, compartilhando com todos suas decisões. Porém ela acaba pecando por excesso de confiança, acreditando que as pessoas, uma vez acolhidas ficaram sempre do seu lado. Como fundadora ela realmente acredita que seu projeto não possui falhas. Porém após uma grande tempestade a Concha perde seu coletor de água e sem um plano B, Michele decide reduzir a população em 10% , vendo-se obrigada a criar uma seleção.  Assim os problemas aparecem.


Mesmo que o plot principal seja a Concha nesta temporada, outros fatos interessantes são determinantes. Durante a trama descobrimos o motivo dos fundadores terem implantado o soro da infertilidade no Maralto, assim como a origem de Tânia (filha do casal), que foi vítima da imparcialidade do sistema tendo que lutar por sua vaga no processo como todas as outras pessoas. Porém Tânia, não passa no processo, e sua raiva a leva a criar "A Causa" facção que tenta destruir o Maralto nos próximos anos. Fiquei com a sensação que Tânia tem alguma relação direta com Joana. Percebi que durante o episódio 4, onde os fundadores sofrem por terem que abrir mão da filha, que várias cenas tem como sequência cenas com Joana. Pode ser apenas uma coincidência? Sim! Mas duvido muito disso, já que até agora não há pistas sobre quem são os pais de Joana. Será que ela possuí o sangue daqueles que ela sempre odiou? Seria interessante!

Da glória a queda dos Alvares! Sim leitores, vimos Marcos ressurgir das cinzas na segunda temporada, e agora o personagem ganha um novo destaque, além ter papel crucial para o final. Marcos passou por maus bocados, porém ele evoluiu muito ao longo das temporadas deixando de lado o rapaz arrogante, para ser um homem que luta pelo seu filho e busca o melhor para as pessoas. Além disso ele não é o único Alvares importante e significativo em jogo, ver Marcela falhar por conta de seus sentimentos e ter a participação de Ney Matogrosso como avó de Marcos, foi realmente maravilhoso. Marcela quer mostrar força, poder, mas no fim ela mesmo não consegue deixar o passado para trás ( determinação do Maralto), por seu antigo sobrenome. Uma vez Alvares,  sempre um Alvares não é mesmo?

Falando em família, Rafael não está mais sozinho. Agora que seu relacionamento com Elisa está acabado, sua atenção está totalmente em seu irmão mais novo Artur e no combate ao fim da Concha. O garoto Artur é uma versão alternativa de quem Rafael já foi. E ter alguém tão similar por perto pode ser tornar um jogo perigoso principalmente se um deles mudar de lado, não é mesmo? Pois é, essa dupla balança a temporada. Além de trazer um lado mais humano para Rafael. Espero ver mais dos irmãos em breve.


Enfim, a série se mantém empolgante sem perder a dinâmica apresentada nas duas primeiras temporadas. A trama continua relatando diversos dilemas morais e éticos, com um roteiro criativo, onde muitos personagens precisão sair de sua zona de conforto, tendo opiniões controversas, para poder sobreviver. O grande exemplo disso é Michele, que sempre odiou o Processo e agora se ver obrigada a criar a Seleção. Assim como os fundadores do Maralto que ao sugerirem a vacina da infertilidade, são vítimas da sua própria ambição, tendo que mandar a filha para o Continente. E também vemos a revolta de Glória (que ganhou grande destaque nesta temporada), que ao ser eliminada na Seleção, ajuda o Maralto comandar a Concha, local que ela ajudou a construir. Esse é o trufo da terceira temporada de 3%, ao desestabilizar seus principais personagens, muitas máscaras caem. E a melhor parte é ver a aliança formada ao final da temporada entre os novos e antigos protagonistas. Nem por um segundo a série esqueceu de desenvolver a história de cada um deles e isso é muito bacana de ver! Isso faz, nós telespectadores, criamos um elo maior com a história apresentada, sem falar, que a terceira temporada deixa claro qual será o próximo passo do Maralto e a Concha, sim, eu ouvi guerra? Netflix, pode confirmar a quarta temporada, por favor ? Já estou esperando ansiosamente por você! #Recomendo3%

Espero que vocês tenham gostado a minha Review da 3ª temporada de 3%. E se quiserem deixar sugestões sobre outra série que curtiria ver relatada aqui no Paraíso dos Livros, deixe um comentário! Amo seguir as indicações dos meus leitores. Até a próxima, pessoal!

Confira Trailer 3ª temporada de 3%, abaixo:



sexta-feira, 17 de maio de 2019

Cinebook | Review Game of Thrones - 1° Temporada #59


Avaliação:      

ATENÇÃO: Este texto contém SPOILER! Caso não tenha assistido a temporada não leia o conteúdo abaixo.


Minha curiosidade por essa série se manifestou no momento que ganhei os livros/box "As crônicas de gelo e fogo" (Que estou iniciando a leitura somente agora) e após ver alguns episódios aleatoriamente resolvi compreender a história, assistindo-a desde o começo. Hoje enfim finalizei a 1° Temporada e para aqueles que se perguntam se Game of Thrones faz jus aos comentários positivos dos telespectadores, sim faz. Já estou algumas semanas sem assistir Netflix, e isso é algo praticamente impossível para mim (rs). Vou  colocar alguns fatos significativos, de maneira simples, para relatar o que achei da 1ª Temporada. Vamos lá?


Em Game of Thrones (GOT) há sete reinos e suas respectivas casas. Todas são mencionadas ao longo dos episódios, porém o enredo tem maior desenvolvimento apenas em algumas delas nesta temporada inicial. Temos: Winterfell (governada pela Casa Stark), a muralha localizada no Norte em Westeros, King's Landing capital ( A maior cidade dos Sete Reinos, local do Trono de Ferro) onde obtemos informações sobre a Casa Lannister e Casa Baratheon. Também há a Casa Targaryen, a Casa Arryn e os guerreiros selvagens Dothraki.

Ao perder seu conselheiro real, Robert Baratheon segue para Winterfell e pede a Eddard Stark que assuma o cargo. Mesmo relutante o lorde de Winterfell vai para King's Landing com o rei assumindo o posto. Porém, Ned Stark descobre que Joffrey Baratheon filho mais velho do rei, não é seu herdeiro legítimo. Após uma caçada "mal sucedida" ( uma provável armação Lanister, já que Ned revelou a Cersei que sabia seu segredo) o rei Robert acaba morrendo. Eddard Stark envia uma carta a Stannis Baratheon e tenta inutilmente cumprir com as últimas palavras do rei Robert, onde seria responsável pela coroa, auxiliando Joffey até que tivesse idade para governar. Mas a rainha Cersei Lannister rasga o testamento e junto ao filho, condena Ned como traidor por insinuar perante todos que Joffey não é filho de Robert Baratheon. Sansa, prometida de Joffey e filha de Stark implora pela vida do pai, mas mesmo Ned mentindo diante de todos, indo contra sua honra para que continue a viver, mantendo assim Joffey no poder, o jovem rei impiedoso sentencia sua morte com a decapitação.  



Obviamente coloquei aqui apenas uma pequena parte do plot principal dessa temporada, pois Game of Thrones é o tipo de série que te prende justamente pelo fato de suas diferentes história se interligarem para um fim em comum. É o tipo de série que gera discussão em uma roda de amigos, apenas para relembrar acontecimentos ou colocar alguns detalhes em dia, que lhe faltou a atenção. Como o nome da série sugere há uma luta pelo poder, para ser o rei e se sentar no trono de ferro, governando assim os Sete Reinos. Porém até que o verdadeiro herdeiro ocupe o seu lugar de direito, muitas batalhas aconteceram, e enredo deixa isso claro.



Como Joffey não é herdeiro legítimo do trono, isso coloca Stannis Baratheon na linha de sucessão por ser irmão de Robert e despertando o interesse de seu outro irmão Renly Baratheon pelo trono. Porém antes que os Baratheon governassem, existiu Aerys II Targaryen (conhecido como Rei Louco, muito mencionado na série), e seus descendentes têm direito a coroa, e assim somos apresentados a Viserys e Daenerys Targaryen, os últimos de sua linhagem. Eles desejam obter um exército para que sua Casa Targaryen retorne ao trono que lhe foi tirado. Com os Targaryen, também conhecemos um pouco mais sobre os selvagens Dothraki, que apesar de sua brutalidade, acabam se tornando valiosos seguidores para Daenerys. Preciso dizer que isso é sinônimo para guerra?


Em contrapartida, Joffey com sua atitude mal pensada, ao matar Ned Stark acaba acendendo ainda mais a fogueira e aumentando rivalidade entre as Casas Stark e Lannister. É previsível que na próxima temporada veremos mais desse confronto. Além disso, a relação familiar dos Stark é profunda, intensa, com um tipo de amor incondicional que supera qualquer diferença, isso por si só já me conquistou.  

Todos os personagens dessa família mostram muita força para lutar pelo que acreditam, e  tudo indica que sempre haverá um desafio a espera de um Stark. Três deles ganharam completamente a minha atenção, eles são: Arya, Bran e Jon Snow. Bran por conta do seu acidente inesperado que o deixou paraplégico ( estou super curiosa, já que o fato está diretamente ligado ao incesto dos irmãos gêmeos Cersei e Jamie Lannister) quero muito saber como sua história se desenvolverá depois disso na série. Arya por ser autêntica, fugindo as regras e padrões estabelecidos mesmo tão jovem, e por se encontrar perdida após a morte do pai, sua história ganhou ainda mais destaque. E por fim Jon Snow por ser um mistério absoluto. Ele se aliou a Muralha, virou um guardião da noite e quando recebeu a notícia do pai, pouco pôde fazer. No começo da série a maioria dos personagens citam a frase: "O inverno está chegando" e Jon Snow finaliza a primeira temporada em uma missão de encontro com os Vagantes Brancos, então, o que será do destino de Snow? Lembrando que o real nome da sua mãe só poderia ser revelado por seu pai Ned Stark que prometeu que contaria assim que se encontrassem novamente e isso não acontecerá, enfim, um mistério. 

E não posso esquecer de Daenerys, a rainha dos dragões! Acredito que ela foi uma das pessoas que teve o maior desenvolvimento em apenas uma temporada. Ela passou por maus bocados, e de uma mulher insegura para alguém decidida com muita sede de poder. Daenerys descobriu o amor e também revelou sua ira. Quase foi envenena por ordem do Rei Robert. Praticamente, permitiu que Khal Drogo (seu atual marido) matasse seu irmão. Depois usou tudo que possuía para que os Dothraki a vissem como uma superior. Ela viu seu amor morrer aos poucos após uma infecção em um ferimento de luta e desesperada pediu a um bruxa para que lhe salva-se. Assim tudo saiu do controle. Como consequência perdeu seu filho, teve que conviver com Drogo em estado vegetativo, sentido-se obrigada a matá-lo. Furiosa em luto Daenerys queimou Drogo ao se despedir e colocou fogo na bruxa "curandeira" em um gesto de vingança. Porém o fogo também foi seu renascimento, juntando-se a ele e trazendo a vida três dragões...Enfim, não da para imaginar a série seguindo sem essa personagem! 

Espero que tenham gostado da minha review sobre a 1° Temporada de Game of Thrones, Esse foi um resumão de tudo que aconteceu, mas ainda há muito para se ver nessa primeira temporada, e vale muito à pena conferir cada detalhe. Estou super empolgada com a série de TV e livros e cada dia mais interessada agora que compreendo um pouco melhor sobre esse rico universo criado por George R.R. Martin. Então sim, vou colocar mais conteúdos de Game of Thrones aqui no Paraíso dos Livros em breve, podem aguardar!

Até a segunda temporada, leitores!

Confira Trailer abaixo:





Atividades do Blog