quarta-feira, 29 de junho de 2016

Resenha | Cidade das Almas Perdidas - Cassandra Clare - Livro 5



Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 434
Avaliação:
     


Diferente do quarto livro onde o foco era Simon, o quinto volta a ser Clary. Arriscaria dizer que este é o livro mais romântico da série dos Instrumentos Mortais. Já sei o que vão dizer: "Nota-se pela capa Karina" (rs). Isso porque diferente dos outros, agora o grande desafio de Clary Fray é recuperar o antigo Jace para sua própria vida. 

No final do quarto livro descobrimos que Lilitih conseguiu completar sua magia ligando as vidas de Jace e Sebastian, logo ambos se tornam um ser dependente do outro, se um morrer o outro morre e o pior Sebastian controla Jace. Com a Clave ainda mais em evidência neste livro, Clary mais uma vez impulsiva vai atrás do que lhe convém indo contra todos para salvar seu amor. Logicamente ela não é a única desesperada para salvá-lo e os irmãos Lightwood entram na jogada. Suas histórias amorosas paralelas aos conflitos, também ocuparam as páginas de Cidade das almas perdidas.

Apesar de este ter sido o livro da série que demorei mais para ler, percebi que mesmo entre tantas idas e vindas conseguia manter o foco da leitura pois os acontecimentos eram dinâmicos, sempre tendo algo que prendia a atenção, causando curiosidade. Pegava-me dizendo várias vezes: "Não acredito que isso está acontecendo! Preciso terminar." 

Mesmo o foco sendo o casal protagonista e a cópia infiel de Valentim, Alec também tem atitudes contraditórias por conta dos seus sentimentos e sua confusão interior acaba lhe custando caro ( Fãs Malec sei que vão odiar Camille ao final do livro). Magnus tem diversos momentos de tirar o fôlego do leitor. (Ficará com o coração acelerado por ele. Ahh Magnus Bane!) Neste livro também descobrimos suas origem, então fiquem ligados! Por outro lado Sizzy finalmente estará mais forte. Izzy finalmente deixa seu lado durão e mostra sua insegurança com o amor e fragilidade. Ela mostra como pode ser doce e apaixonante por dentro. Estou amando ainda mais Izzy depois disso. E Simon você tem minha admiração, você é simplesmente o melhor!

Concluindo "Cidade das Almas Perdidas" termina com muitos "porque" em aberto. Não quero dar ainda mais spoilers, mas nossos queridos personagem terão diversos problemas para resolver e situações para lidar no sexto e último livro da série. Alguns deles tem seus corações partidos, outros precisam revelar o que realmente sentem e tem aqueles que precisam encontrar uma maneira de conviver com as novas condições inesperadas. 

O recado foi dado por Jonathan Christopher Morgenstern: Estou Chegando.
Cassandra Clare por que, faz isso conosco, em? Preciso avançar para o próximo livro, já! 
#Recomendo

Filme | Primeiro cartaz da adaptação "A Cabana" é divulgado


Ontem (28/6) a Editora Arqueiro divulgou o primeiro cartaz do filme "A Cabana", livro que tem seus direitos reservados pela mesma. Em nota a editora publicou:

"A adaptação para o cinema do livro "A cabana", de William P. Young, ganhou o seu primeiro cartaz.
Até o momento, a previsão da estreia do filme é para o mês de março de 2017. E você, já se emocionou com a jornada de Mack?" 

O que acharam leitores? Já leu o livro? Então, deixe seu comentário.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Notícias | Jojo Moyes é o novo fenômeno de vendas nas livrarias brasileiras




Recentemente o site O Globo divulgou uma nota sobre a autora inglesa Jojo Moyes, que vem tendo seu nome bastante comentado nas redes desde o lançamento da adaptação de seu livro "Como eu era antes de você". 

A autora já superou a marca de 1 milhão de livros vendidos aqui no Brasil. O que não poderia ser diferente né, fãs? Jojo, sabe como emocionar seus leitores!

Atualmente oito de seus livros já foram publicados pela editora Intrínseca, sendo esta marca correspondente a eles. 

Que venham mais livros da Jojo!

Resenha | Esqueça meu Coração - Alexandre Tavares


Autor: Alexandre Tavares
Editora: Amazon
Páginas: 73
Avaliação:     


A história que se passa no interior paulistano na década de 80, narra o caminho de quatro jovens: Rodrigo, Henrique, Diego e Nicole. Todos buscando seu autoconhecimento.

Quatro universos paralelos que tem suas vida interligadas por um único nome: Henrique. Por alguma razão este homem misterioso atiça a curiosidade de Rodrigo, desequilibra a vida de Diego e bagunça o presente de Nicole que preferia deixado-lo no passado de tristes recordações. 

O Romance homoafetivo de Alexandre Tavares traz conflitos comuns de jovens que estão descobrindo seus desejos pelo que querem conquistar da vida e onde pretendem chegar. Em meio a busca de cada personagem, revelações de seus passados e desejos futuros o autor consegue colocar de uma maneira muito clara a postura de cada um. Mesmo com sua narrativa alternada a história é envolvente, não deixando lacunas abertas a medida que avança. Tornando-se o tipo de livro que você quer acabar em um dia. 

Gostei muito do conjunto dos fatos que os ligam transformado-os em um quarteto amoroso. Tudo se encaixou como um quebra cabeça perfeito e essa fácil compreensão tornou as coisas mais reveladoras. 

"O destino nos cega. 
O passado nos condena. 
O amor nos destrói. 
"Esqueça meu coração" Rodrigo me disse. 
Então eu estava pronto para esquecer."

A única observação que tenho a fazer é que o livro se trata de autoconhecimento pessoal, logo possuem conteúdos adultos sobre relações heterossexuais e homossexuais. Então para você que curte romances sem preconceitos, sem rótulos, presando a liberdade de amar sem limites e intensamente, vai gostar muito do livro. Para quem não curti, bem o que posso dizer...Você está perdendo uma rápida e ótima história para ler.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Filme | Novo cartaz de "Animais Fantásticos e Onde Habitam" é divulgado



Agora falta pouco, pessoal! Novembro já já estará chegando e com ele o tão aguardado "Animais Fantásticos e Onde Habitam" estará nas telinhas brasileiras. Mas, enquanto o dia da estréia não chega para saciar a ansiedade dos Potters fanáticos, um novo cartaz foi divulgado está semana. (imagem acima)

"Animais Fantásticos e Onde Habitam" estreia dia 17 de Novembro.

E aí pessoal quem está animado?

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Cine Book | Como eu era antes de Você #24


Avaliação:
      

"Como eu era antes de você" é simplesmente o meu livro favorito, logo criei grande expectativa quando soube que o filme seria feito e que a autora Jojo Moyes, participaria parcialmente da produção. Neste último final de semana assistir o filme e sim, gostei do que vi. Mas sabe aquela velha frase que diz: "O livro é sempre melhor que o filme." Então, isso acontece com esta adaptação.

Para quem não leu o livro tenho certeza que irá se emocionar, rir e até mesmo chorar com trama, já que o filme atende muito bem seu propósito. Porém para quem leu, perceberá que as histórias paralelas a Lou e Will foram tiradas para melhor envolver o público. Isso é um dos pontos positivos, fazendo que a tetraplegia ganhe seu devido destaque semelhante ao livro, sendo mostrada seriamente com todos desafios e dificuldades sofridos por um cadeirante.

O acidente de Will é algo que fica subentendido e quando Lou aparece em cena sendo demitida do café, fica previsível que a vaga na casa dos Traynor, para cuidadora de um tetraplégico se trata de Will. Sem surpresas, o filme seguirá o livro até a arrogância de Will por Lou se tornar uma grande amizade.

Amizade, a qual é constituída através de muitas cenas engraçadas, tirando boas risadas do público. Lou consegue ser visualmente a alegria que falta em Will, com suas roupas coloridas, seu jeito simples de ver a vida e sua maneira doce de tentar compreender as dores de todos ao seu redor.

Outro ponto em destaque é a fragilidade da saúde de Will. Quando seu enfermeiro Nathan, exibe a tabela de remédios e procedimentos para Lou, indicando todos os cuidados e deveres a serem feitos em sua ausência, começa uma sequência de cenas, revelando situações reais que um paciente nestas condições, poderia passar. Algo pouco visto até então em filmes de cadeirantes. É notável, que os produtores se empenharam para colocar nas telinhas, todo o cuidado que autora teve no livro ao criar Will.



O Melhor de Will Traynor
Ensinando lições de vida para Lou


O autor Sam Claflin, não decepcionou em sua interpretação como Will Traynor e arriscaria dizer que foi uma das suas melhores. Apesar de ser conhecido no mundo das adaptações e ter participado de diversos filmes recentes (O que poderia ser algo ruim, fazendo o publico continuar apegado a outro papel que tenha feito) ainda sim, ele consegue surpreender pelo seu difícil desempenho em cena, dando conta do recado.

A medida que o filme avança temos a sensação que Lou está conseguindo proporcionar os melhores momentos para Will, onde ele possa encontrar algo que o faça querer viver após o acidente. Porém é Will que está salvando a vida de Lou na verdade, fazendo-o sair de sua zona de conforto e pensar mais para si. Will é alguém totalmente sincero e altruísta até mesmo em questões de amor. O que torna o romance ainda mais lindo!

E para aqueles que esperaram vê os sábios conselhos de Will nas telinhas, saiba que há muitas deles no filme. Assim como no livro, Will consegue ser um personagem cativante e emocionante.

A única crítica que tenho a fazer é em relação a "eutanásia". A sensação que tive ao assistir o filme é que tentaram suavizar os acontecimentos finais para manter o aspecto romântico da trama, tirando a seriedade do assunto. Parecia que Lou lidou muito bem com tudo que ocorreu, mostrando-se até mesmo feliz. No livro senti totalmente o oposto e talvez por isso, ele tenha sido mais emocionante e tocante para mim. Parecia muito mais real todo drama e tristeza da personagem. Acredito que por essa razão tenha me decepcionado um pouco com o final do filme.




Enfim de modo geral, gostei muito do filme e indico para todos os apaixonados por boas histórias.

" É isso. Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida muito mais do que esse dinheiro vai mudar a sua. [...] Não pense muito em mim...Apenas viva bem. Apenas viva. - Will Traynor "



Confira Trailer legendado abaixo:


quinta-feira, 16 de junho de 2016

Filme | "Como eu era antes de você" chega aos cinemas hoje!



Para aqueles que não tiveram o privilégio que assistir a pré-estreia nos dias 09,10,11 e 12 nos cinemas que havia sido liberada pela Waner Bross, decorrente ao dia dos namorados, enfim já pode comemorar. O filme "Como eu era antes de você" volta oficialmente a entrar em cartaz hoje nas telinhas brasileiras.

A trama vira em torno de Lou, uma jovem que ao buscar um novo emprego acaba virando cuidadora de Will, um jovem empresário que teve sua vida modificada, após uma moto ter o atropelado, deixado-o tetraplégico. 

Considerando que é um dos meus livros favoritos, posso dizer que será impossível não se emocionar com a história desses dois!

Que tal correr para os cinema mais próximo? Eu já vou garantir meu ingresso e você?

Notícias | Após acidente de Dylan O'Brien '“Maze Runner: A Cura Mortal” pode ser cancelado



Como foi informado anteriormente aqui no blog, após o acidente sofrido pelo ator Dylan O’Brien protagonista da série Maze Runner nos sets de filmagem,  a estreia de "Maze Runner - A Cura Mortal" foi adiada e prevista para dia 12 de janeiro de 2018.

Porém, parece que as coisas não estão muito boas.

Segundo o relatório da agência WorkSafeBC, o ator recebeu pouca instrução para realizar uma cena perigosa de ação, onde ele deveria pular de um veículo em movimento para outro.” O relatório adiciona também que o fato ocorreu devido a falta de preparo dos condutores dos carros, o que levou a cena a ser alterada no último minuto sem conhecimento do ator.

O relatório aponta que a culpa do ocorrido está sobre a equipe e a 20th Century Fox, que não conseguiram garantir a segurança de Dylan, o que ocasionou em um acidente com ferimentos graves.

Os boatos ainda não foram confirmados, mas há chance de um processo ser aberto contra os produtores.

Fonte: Cine Pop

Citações do livro "Cidade das Cinzas" (27)




“Quando você realmente ama alguma coisa, nunca tente conservá-la do mesmo jeito para sempre. Precisa deixá-la livre para mudar.”

“ Não quero ser homem, quero ser movido á angustia adolescente, sem conseguir confrontar os próprios demônios internos e descontando tudo verbalmente nos outros.”


— Bem, eu não vou beijar o mundano. — Disse o Jace. 

— Prefiro ficar aqui para sempre e apodrecer.

— Para sempre?— Disse Simon. 
 Para sempre é muito tempo.

 Jace ergueu as sombrancelhas.
 Eu sabia.  — Disse ele. 
 Você quer me beijar, não quer?”



“Eu queria você, e não me importava com nada que qualquer pessoa pudesse dizer a respeito… Nem mesmo você.”


“Ela sentiu a fricção de seus lábios, primeiramente leves, e ela mesma automaticamente abaixo da pressão. Quase contra sua vontade, ela sentiu a si mesma fluída e maleável, se esticando acima para entrelaçar seus braços ao redor do pescoço dele do modo como um girassol em direção à luz. Os braços dele escorregaram ao redor dela. Suas mãos tocando seus cabelos e o beijo deixou de ser gentil e se tornou ardente, tudo em um simples momento como um pavio queimando até uma labareda.” 


“ Ela deixou ele virá-la e olhou acima para ele. Seus olhos estavam muito escuros, talvez por causa da luz fraca na Corte, talvez por causa de algo mais.” 



“ Alec olhou para ela e balançou a cabeça.
— Como é que você consegue nunca ter lama em você?
Isabelle encolheu os ombros filosoficamente.
— Eu sou pura de coração. Isso repele a sujeira.
Jace aspirou tão alto que ela se virou para ele com uma carranca. Ele balançou seus dedos untados de lama para ela. Suas unhas eram arcos negros.
— Imundo por dentro e por fora.”


"Eu nunca senti que eu pertencia a qualquer lugar. Mas você me faz sentir que eu pertenço."


— Todo mundo faz escolhas, e ninguém tem o direito de tirar de nós. Nem mesmo por amor. 
 Mas a questão é essa  disse Clary  Quando você ama alguém não tem escolha. 
[… ] O amor nos tira escolhas.”



“Eu me lembro de quando você falava que crescer acontece quando você olha pra trás e percebe que há coisas que gostaria de poder mudar. Acho que isso significa que eu cresci. (Clary Fray)”



Filme | “Extraordinário” Ganha data de estréia nos cinemas



O livro “Extraordinário de R.J. Palacio publicado no Brasil pela editora Intrínseca, teve a  estréia de sua adaptação confirmada pela Lionsgate para 7 de abril de 2017, segundo a Variety.

"A trama que gira em torno de August Pullman, um garoto que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade, até agora. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros."

Julia Roberts está confirmada para viver a mãe de Auggie Pullman, que será interpretado por Jacob Tremblay, ator mirim do filme “O Quarto de Jack”.


terça-feira, 14 de junho de 2016

Paraíso dos Livros fecha parceria com autor Alexandre Tavares



Recentemente o blog entrou em contato com o autor Alexandre Tavares e após algumas mensagens decidimos enfim que você que já é fã do autor terá um espaço reservado para acompanhar as obras e futuras notícias de seu trabalho.


Em breve Alexandre Tavares estará lançando seu quarto romance "Intimidade" e divulgaremos novidades. Mas enquanto este dia não chega, que tal conhecer um pouco mais do autor e seus romances?


Sobre o autor:

Alexandre Tavares, 24 anos. Ex-Bailarino, formado em Publicidade pelo Senac, autor de “Alucinada” pela Editora Novo Século em 2012 e, maravilhosamente comprometido e apaixonado.


Sobre seus romances:


Alucinada 

"Alice Cooper e Easy Class são os atores mais badalados de Nova York desde que se formaram na faculdade, há alguns anos. Alice é o tipo de mulher cuja á vida é um sonho, um conjunto ostensivo de beleza, emprego ideal e namorado perfeito; só que em uma dessas noites de trabalho, Jake Moor – namorado de Alice – simplesmente é encontrado morto, nesse momento ela sente como se estivesse perdendo tudo.


Manchetes anunciam o desaparecimento social de Alice, mas um ano depois ela volta para Nova York, encorajando-se a enfrentar os holofotes outra vez, o problema em tudo isso é que Jake ainda está por toda parte – na mente de Alice.

As coisas mudam com sua volta; a relação com Easy começa a esquentar, mas ainda tem a Jenna, que sempre foi uma pedra no sapato, insistindo manter esse triangulo amoroso mesmo tendo um noivo aparentemente ideal.


Como se não bastasse, uma noite que todos desejaram esquecer volta à tona quando a polícia anuncia o assassinato de Haiden Witches, agora além de manter seus empregos, eles estão com a liberdade comprometida!
Quem matou Jake Moor? E por quê?
E Aquela noite? O que realmente aconteceu entre Haiden e Alice?
E Quando essas alucinações vão parar?"



Esqueça meu coração

"Quatro Vidas e um Coração.

Partindo do cenário do interior paulistano na década de 80, os jovens adultos contam suas tragédias e vitórias, através de romances turbulentos.

Quatro desconhecidos vivendo a juventude transviada na década perdida, que descobrem muito um sobre o outro; retratando a sexualidade, a paixão e a busca pelo autoconhecimento.

"Somos a Juventude Transviada, a Década Perdida e os Gays não Assumidos."







Indisciplina


" Que insanidades são capazes de se esconder nas noites Paulistanas?

Um ciclo social que dá voltas no meio-mundo paulistano, desde o subúrbio até o topo de um edifício de luxo. Uma trama engajada em coquetéis, escândalos, mortes, traumas e muitos segredos."

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Resenha | Atemporal - Rodrigo Mendes



Autor: Rodrigo Mendes
Editora: Talentos da Literatura Brasileira | Novo Século
Páginas: 
238 
Avaliação:      



Que tramas policiais geralmente são envolventes isso sabemos, mas "Atemporal" possui isso e diversos outros fatores que colaboraram para seu desfecho surpreendente. 

A história que têm seu inicio com um crime que ocorreu em 1983, onde André parceiro de Rico é assassinado após uma investigação de tráfego de drogas, volta a se refletir em 2023, onde Lucas (filho de Rico) também policial têm a chance de solucionar as lacunas que ficaram abertas desse crime. Porém a medida que as pistas aparecem seu mundo é manipulado sem que ele próprio perceba.

Inteligente e dinâmico, o livro consegue levar o leitor para dentro da investigação de Lucas, envolvendo-o junto com o personagem a cada passo, a cada questionamento. Lucas, traz características comuns que todos temos, porém de maneira mais acentuada, como o amor e cuidado com seu pai, suas irmãs, seu comprometimento com o trabalho, tentando seguir o melhor caminho para si e as outras pessoas a sua volta, lutando sempre pelo que acredita. Esses fatores acabam criando um vinculo significativo entre o livro e o leitor e talvez por essa razão o personagem se torne ainda mais intrigante ao desfecho da história.

Acredito que cada pessoa terá uma opinião ao chegar nas últimas páginas da narrativa futurista de Rodrigo Mendes, pois o livro consegue formar um contexto sólido e ainda sim desestabilizar suas crenças ao final da leitura.

O que você faria pelas pessoas que ama? O que você faria se a escolha sobre a vida de diversas pessoas estivesse em suas mãos? Teria coragem de embarcar em uma aventura onde pudesse voltar no tempo? Se as questões acima lhe deixaram curioso (a) então descubra as respostas ao ler "Atemporal". 

E caro Rodrigo Mendes por favor diga que este livro terá uma continuação, pois realmente estou curiosa para saber sobre os "próximos quarenta anos" (rs).