terça-feira, 18 de abril de 2017

Resenha | Anjo Mecânico - Cassandra Clare - Livro 1




Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 392
Avaliação:
      


Se você gostou de "Os Instrumentos Mortais", vai amar Anjo Mecânico!

O livro que inicia a série "As Peças Infernais" traz um ar ainda mais sombrio para o universo dos caçadores de sombras. A história conta acontecimentos passados antes dos Instrumentos Mortais e personagens memoráveis como Magnus Bane e Camille Belcourt também complementam a narrativa. A protagonista Tessa Gray (nome já conhecido para quem leu Os Instrumentos Mortais) encontrasse aprisionada pelas Irmãs Sombrias que utilizam seu poder a mando de alguém que se esconde pelo nome de Magistrado. Logo Will Herondale e Jem Carstairs localizam a jovem, salvando-a e levando-a para o Instituto de Londres. 

Estava extremamente curiosa para começar essa nova trilogia, pois alguns leitores diziam que a série era muito melhor que a primeira, que se lesse "Os Instrumentos Mortais" teria muitos spoilers das "Peças Infernais"... Enfim eles estavam certos! Ambas as séries possuem a sua característica marcante de ter uma mulher forte como protagonista e em alguns aspectos são bem similares, mas o que diferencia é que mesmo que Tessa esteja descobrindo sua verdadeira identidade como Clary, ela é enganada, torturada e o sofrimento se estende ao longo do livro intensificando a cada ação da personagem. 

Tessa possui muito amor dentro de si, esse amor a move e a faz ser vista. Ela acredita fielmente em seu irmão mesmo ele dando sinais de falta de caráter, quer entender seus pais mesmo depois de descobrir que é uma feiticeira com um dom extraordinário, um segredo que lhe foi escondido por toda vida. Will não é nenhum cavalheiro gentil, mas ela se apaixona esperando ver seu outro lado. Tessa tem garra, esperança e força qualidades que precisa para acreditar que mesmo contra todas possibilidades haverá um caminho melhor a seguir. Com toda essa determinação fica quase impossível não se encantar pela protagonista. 

Em Anjo Mecânico o submundo é melhor explorado, mesmo com a ameça de Magistrado o foco é o desenvolvimento de Tessa Gray, ela é um verdadeiro mistério para os caçadores de sombras que desconhece a existência de alguém com seu dom. Tessa pode se transformar em qualquer pessoa, e não possui marca de feiticeira, fugindo dos padrões. Não há respostas nem mesmo no Códex dos Caçadores de Sombras, livro que aparece bastante neste volume. Todos esses aspectos guiam o leitor pela curiosidade, avançando rapidamente para as próximas páginas.

Não vou dar spoilers, mas a revelação no vilão é certamente um ponto de impacto da história. Sem falar que o irmão de Tessa, Nate tem uma grande parcela de culpa em tudo que envolve sua irmã, é lamentável. Ainda temos as criaturas mecânicas, verdadeiras aberrações. Por fim vemos que Jem Carstairs não era o único a ter segredos, já que fica evidente que Will Herondale também possui algo sigiloso que guarda a sete chaves. Enfim, Anjo Mecânico eleva o nível de mistério, reviravoltas, surpresas, conflitos e envolvimentos sentimentais. Uma vez iniciada a leitura não tem como parar, então Príncipe Mecânico, aí vou eu! #Recomendo



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog