quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Citações do livro "Cidade das Almas Perdidas" (37)





" Nenhum homem escolhe o mal porque é o mal. 
Ele apenas o confunde com felicidade, o bem que procura." - Mary Wollstonercraft 



“– Para a Clave, a busca é por Sebastian. Jace também, mas Sebastian em primeiro lugar. Ele é o perigo. Destruiu as barreiras de Alicante. É um assassino. Jace é…
– Só mais um Caçador de Sombras – completou Isabelle. – Nós morremos e desaparecemos o tempo todo.” 



"— Não é isso. Há algumas pessoas... algumas pessoas que o universo parece ter escolhido para destinos especiais. Favores especiais e tormentos especiais. Deus sabe que todos nós somos atraídos pelo que é belo e quebradiço; eu já fui, mas algumas pessoas não podem ser consertadas. Ou se puderem, seria apenas por um amor ou um sacrifício tão grandes que destruiriam o doador." 



“Faria qualquer coisa para salvá-lo, qualquer que fosse o preço, independentemente do que pudesse dever ao Inferno ou ao Céu, não faria?” 


“Ao lado de Clary, Jace respirou fundo. Ela girou para olhar. Havia uma mancha vermelha se espalhando na frente da camisa dele. Jace tocou a mancha com a mão; os dedos voltaram sangrentos. Somos ligados. Se cortá-lo, eu sangro.” 


“- Os planos de Isabelle são terríveis. – Simon apontou um dedo para ela. – Os seus planos são suicidas. Na melhor da hipóteses.” 


"Enquanto ainda puder sonhar, sonharei com você". 

“Será que alguma parte do verdadeiro Jace ainda está ali? Será que existe algo a se salvar?!” 


"Preto para caçar pela noite,Branco é a cor da tristeza e da morte.
Ouro para a noiva a caráter vestida, 
E vermelho é a cor de invocar um feitiço." 


“-Ser vampiro é parte de você. Não pedi para que viesse ontem à noite por falta de opção. Quero ficar com você, Simon. Morro de medo, mas é verdade.” 



"— Você sabe muito sobre os Herondale. E, de todos os Irmãos do Silêncio, você parece o mais humano. A maioria deles nunca demonstra qualquer emoção. São como estátuas. Mas parece que você sente as coisas. Se lembra de sua vida. 



"Ser um Irmão do Silêncio é ter vida, Clary Fray. Mas se você quer dizer que eu me lembro da minha vida antes da Irmandade, sim, eu me lembro." 
Clary tomou uma respiração profunda. 
— Você já amou? Antes da Irmandade? Havia alguém por quem você teria morrido? 
Houve um longo silêncio. Então: "Duas pessoas," disse Irmão Zacarias. "Há memórias que o tempo não apaga, Clarissa. Pergunte ao seu amigo Magnus Bane, se você não acredita em mim. A eternidade não faz o pesar ser esquecido, apenas o torna suportável." 


" A eternidade não torna a perda esquecível, apenas tolerável" 


“Bem, deixe-me perguntar uma coisa agora – falou Sebastian – Acha que pode me perdoar? Digo, acha que o perdão é algo possível para alguém como eu?” 


“— Então — disse Magnus afinal, interrompendo o silêncio. — Quem quer invocar Azazel? Por que vamos precisar de um monte de velas.” 


" Sei que não somos grande coisa em comparação à você, mas não matamos nossos amigos. Tentamos salvá-los. Se o Céu não quisesse assim, jamais teríamos recebido a capacidade de amar." 


"Certa vez, quando Joshua estava perto de Jericó, olhou para o alto e viu homem diante dele empunhando na mão uma espada. Joshua foi até ele e disse: ‘Você é um de nós, ou um de nossos adversários?’ Ele respondeu: ‘Nem uma coisa nem outra, mas como comandante do exército do Senhor, vim até aqui.” — Raziel para Simon. 



"Os olhos de Jace começaram a fechar.
- E não vão me deixar?
- Não - respondeu Alec. - Não, jamais o deixaremos. Você sabe disso.
- Nunca. - Isabelle pegou a mão dele, a que Alec não estava segurando, e apertou com força. - Os irmãos Lightwood, todos juntos - sussurrou."



" - Eu o vi cair. - contou Alec baixinho. Curvou-se e beijou de leve a boca de Magnus, não querendo machucá-lo. - Pensei que estivesse morto. 
Magnus sorriu um sorriso torto.
- Por quê, por causa desse arranhão? - Olhou para o casaco avermelhado na mão de Alec. - Tudo bem, foi um arranhão profundo. Tipo de um gato, um gato muito grande.
- Você está delirando? - Perguntou Alec.
- Não. - Magnus cerrou as sobrancelhas. - Amatis mirou meu coração, mas não acertou nenhum órgão vital. O problema é que a perda de sangue está afetando minha energia e minha capacidade de me curar. - Ele respirou fundo e acabou tossindo. - Aqui dê a sua mão. - Levantou a mão e Alec entrelaçou os dedos nos dele , a palma de Magnus dura contra a dele. - Você se lembra, na noite da batalha no navio de Valentim, quando precisei de sua força?
- Precisa de novo? - Perguntou Alec. - Porque pode pegar.
- Sempre preciso da sua força, Alec. - Disse Magnus e fechou os olhos quando os dedos entrelaçados começaram a brilhar , como se entre eles segurassem a luz de uma estrela." 



"Os lábios de ambos estava a poucos milímetros de distância; em seguida, sem distância alguma, tocaram-se levemente, e depois com mais pressão, apoiaram-se um no outro...
E Clary sentiu uma faísca - não dolorosa, mais como um estalo de eletricidade estática - passar entre eles. Jace se afastou rapidamente. Estava ruborizado.
-Talvez precisemos trabalhar nisso.
A mente de Clary ainda estava girando.
-Tudo bem.
Ele estava olhando para a frente, ainda arfando.
-Tem algo que quero lhe dar.
-Percebi."



" Magnus pôs a mão gentilmente na lateral do rosto de Alec, quase distraído, e passou o polegar na maça do rosto de Alec. Quando se inclinou para beijá-lo, cheirava a sândalo. Alec agarrou a manga da jaqueta de Magnus e a pedra enfeitiçada, presa entre os corpos, brilhou em rosa, azul e verde.
  Foi um beijo lento e triste. Quando Magnus recuou, Alec descobriu que de algum jeito estava segurando a pedra sozinho; A mão de Magnus não estava mais lá. A luz se tornou branca e fraca. 
   Suavemente, Magnus disse:
- Aku cinta Kamu.
- O que quer dizer?
Magnus se soltou do abraço de Alec.
- Significa eu amo você. Não que isso mudo alguma coisa."



4 comentários:

  1. Oi K!
    Curti a foto nova, tá gatona! Se eu não seguisse o blog, não falaria que é a mesma pessoa, hahaha!

    Beijooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Cecy!

      Sempre trocamos comentários mas nunca perguntei: Você tem skoob?
      Se sim, pode me passar? Seria um prazer segui-la!

      Beijo :)

      Excluir
    2. Então, K, eu até tenho, mas não sei mexer naquela coisa, hahahahahaha... Sério, não tenho ninguém adicionado e nem sigo ninguém porque a jeca aqui não pegou direito o negócio pra descobrir como se faz, rs! Vou entrar lá e copiar o link, te passo em outro post ou por email.

      Beijooo

      Excluir

Atividades do Blog