sexta-feira, 19 de outubro de 2018

O que esperar de Revenge? #FicaADica



Este mês a Netflix decidiu tirar algumas séries muito boas de seu catálogo, então como ainda não tinha assistido muitas delas, tirei um tempinho para marotonar séries (o que explica meu atraso nas leituras rs). Uma das minhas escolhas foi a série Revenge, como seu próprio título sugere o tema principal é a vingança. A mesma também apresenta romance, mistério, suspense e intrigas, resumindo um verdadeiro jogo de rivalidades, envolvente, cheio de surpresas e emoções. 

  
Criada por Mike Kelley, a 1° temporada de Revenge estreou em 21 de Setembro de 2011, sendo formada por 4 temporadas, com término em 29 de abril de 2015 pelo canal ABC. As temporadas possuem 22 episódios, e sua última temporada 23 episódios. 


Já é fã de Revenge? Então essa é uma excelente oportunidade de relembrar os melhores momentos da série com o Paraíso dos Livros! Mas se assim como eu, sempre via os comerciais globais dessa série, deixando-o (a) curioso (a), sem saber se valia ou não à pena, então esse post é para você! Leia e tire suas conclusões.


Sinopse

Emily Thorne, cujo verdadeiro nome é Amanda Clarke, volta aos Hamptons para se vingar das pessoas que destruíram sua família e causaram a morte de seu pai. Quando Amanda era criança seu pai foi preso acusado injustamente de terrorismo, sendo julgado e condenado a prisão, onde acabou morrendo. Amanda sente que teve a vida destruída por essas pessoas que armaram contra seu pai, fazendo com que ela passasse sua infância na detenção juvenil. Quando completou 18 anos, ela foi solta e recebeu a herança de seu pai, além de uma caixa contendo detalhes sobre as pessoas que destruíram a vida deles, assim ela muda seu nome e resolve se vingar de cada um deles.



Atenção o conteúdo abaixo contém spoilers.

1° Temporada


Emily, é o tipo de protagonista que ganha seus telespectadores justamente por mostrar dois pesos e duas medidas em tela. Por vezes doce, e outras um tanto amarga, ela executa seu plano, atingindo suas vítimas a cada episódio. Assim, compreendemos como cada pessoa contribuiu para a prisão de seu pai e ficamos em dúvida, se a protagonista está de fato certa de suas ações, quando a trama exige que Emily não se deixe influenciar por seus sentimentos ocultos. 


Emily Thorne, que na verdade é Amanda Clarke é focada, determinada, e não permite que nada, nem ninguém atrapalhe seus objetivos, porém seu envolvimento com Daniel Grayson (alguém que não estava nos seus planos), filho da sua maior rival Victoria Grayson (mulher que seu pai teve um tórrido envolvimento no passado e juga ser a principal responsável pelos trágicos acontecimentos) pode levá-la a falhar em sua missão. Além disso, Nolan Ross (amigo e confidente de David Clarke, pai de Amanda) torna-se seu principal aliado, protegendo-a e torcendo  pela felicidade dela, colocando em seu caminho Jack Porter, alguém do passado da jovem que confundi ainda mais seu coração. 

Particularmente, gosto muito de tramas envolventes que consegue ligar todos os acontecimentos a um só fato, Revenge tem este padrão e fica difícil abandonar a série após o primeiro episódio. A 1° Temporada tem como seu grande foco a descoberta de Amanda por pistas e consequências que levaram seu pai a prisão, porém seu final, deixa muitas possibilidades abertas, quando a protagonista finalmente percebe que os mesmos causadores da conspiração contra seu pai, também podem, ser os culpados por sua morte. Outra coisa que me cativa em séries, são amizades marcantes, Emily e Nolan são a dupla perfeita! Estou apaixonada por esses dois! E o que posso falar dos minutos finais? Victoria Grayson realmente morreu? Por essa eu não esperava! Enfim, vamos a próxima temporada rs! 



2° Temporada


Na segunda temporada a família Glayson, não é a única ameaça para Amanda Clarke. Após desbloquear memórias passadas, Emily descobre que sua mãe ainda está viva. Mas o que seria uma boa notícia, na verdade é uma péssima, já que ela tentou matar a própria filha na infância, levando David Clarke mentir para protegê-la. A medida que o enredo avança é revelado que a família Glayson na verdade sempre foi induzida a seguir ordens de uma organização conspiratória chamada Iniciativa. Esta temporada foi marcada por grandes momentos, tragédias, revelações e reviravoltas.Uma verdadeira montanha russa de emoções. Com uma trama muito mais dinâmica e explosiva, Revenge, consegue evoluir e surpreender com o desenvolvimento de seus personagens na segunda temporada.

Há um aprofundamento na história de Emily Thorne, o nascimento do pequeno Carl David Porter de maneira inesperada após um chá de bebê sangrento, com a suposta Amanda jogada na entrada da casa dos Grayson. Então temos o casamento de Amanda e Jack Porter, finalizando este arco com a morte da verdadeira Emily Thorne nos braços da verdadeira Amanda Clarke (um dos momentos mais emocionantes). Após enfrentarem muitos problemas, os irmãos Porter são separados drasticamente nesta temporada. Logo após Declan Porter descobrir que Chorlotte Grayson está grávida, ele cai em uma armadilha que seria para Jack, sendo atingido por uma bomba na Grayson Global e morrendo no hospital (muito, muito triste).

A amizade de Nolan e Emily continua intensa, porém na maior parte da temporada ambos estão muito ocupados com seus amantes, diminuído o tempo de tela dos dois. Durante seu treinamento com Takeda, Emily conseguiu um forte aliado para sua causa, o enigmático Aiden Mathis. Juntos Emily e Aiden fazem o castelo dos poderosos Grayson desabar a cada episódio, mostrando a força desse caliente casal na trama. Além de explosivas cenas de ciúmes, já que Emily reata seu noivado com Daniel para se reaproximar dos Grayson. Já Nolan (gente como ele sofre nessa temporada, que dó) se apaixona perdidamente por Padma Lahari, que acaba morta pela iniciativa. Tudo por conta do programa que criou "Carrion"  capaz de desligar toda fonte elétrica da cidade, que ao ser usado pela iniciativa, Nolan leva a culpa, sendo incriminado como terrorista, isso soa familiar? Pois é, a história se repete.

Pensa que isso foi tudo? Ainda temos Daniel Grayson dando um golpe engenhoso em seu pai, assumindo o lugar de chefe majoritário da Glayson Global. A rainha Victória volta a trama vivíssima, com revelações bombásticas de seu passado, incluído um filho abandonado aos 17 anos, chamado Patrick. O cara-de-pau do Corand Grayson assumindo o governo as custas de Jack Porter desmerecidamente. E um Jack Vingativo pronto para matá-lo quando Emily o impede, revelando seu maior segredo, enfim ela conta que é Amanda Clarke. Ufa! Foi ou não uma grande temporada? Eu quero mais...Próxima! 



3° Temporada




Erros e falhas marcam a 3° Temporada de Revenge.

Agora que Jack Porter sabe a verdadeira identidade de Emily Thorne, tudo que ele deseja é se afastar dela. Nolan é inocentado de sua sentença e decide se afastar da tecnologia, até alguém chamado Patrick Osbourne entrar no seu radar. Victoria apresenta seu primogênito Patrick, aos Grayson que não aceitam bem a notícia. Charlottte perde o bebê e se torna um verdadeiro empecilho na vida de Emily (ou seja a pessoa mais chata e inconveniente da série). Um amor do passado volta, deixando Daniel completamente envolvido, afetando seu noivado com Emily que fica por um fio. Uma corrida contra o tempo se inicia, já que Jack exige que Emily finalize sua vingança, ameaçando revelar seu segredo a todos.

Amanda está impulsiva, agindo de maneira menos racional, esse outro lado da protagonista não me conquistou totalmente. Algumas vezes ela se arrepende, volta atrás de suas decisões e mostra que não se sente plenamente confiante, mas precisa continuar sua vingança. Então seus engenhosos planos saem do controle e as coisas começam a dar errado. Na 3°temporada Amanda está fora de sua zona de conforto, passando a mensagem, que a personagem está constantemente em um conflito interior. Na segunda parte da temporada tive a sensação em diversos episódios que a trama estava correndo atrás de algo, por conta de suas grandes reviravoltas. Se nas temporadas anteriores estes elementos surpresas  contribuíram para melhor andamento e desenvolvimento, aqui pareceu  que " já que isso não funcionou, vamos tentar de outro modo". Tudo aconteceu rapidamente sem muitos intervalos, fato em cima de fato.

Apesar dessa forma ousada dos produtores conduzir o enredo, ainda sim, houve momentos memoráveis nesta  3° temporada. Depois de "infinitos" obstáculos Emily e Daniel se casam. Durante a viagem de navio onde Emily deseja incriminar Victoria por sua suposta morte, como sua vingança final no dia 8 de Agosto (melhor referência da história, pois simboliza o infinito vezes infinito, tão mencionado pela protagonista) seu plano falha completamente e o inesperado acontece, Daniel embrigado ouve a revelação de sua esposa, dizendo  que inventou a gravidez para força-lo ao matrimônio. Conduzido pelo ódio, ele dá dois tiros em Emily, que cai fortemente no mar ( um dos melhores momentos, ótima cena!). Após este fato, Emily perde a memória por curtíssimo tempo (situação que poderia se melhor explorada), descobre que nunca mais poderá ser mãe e resolve punir Daniel, não abrindo mão de seus direitos como esposa (esse jogo de gato e rato foi um tanto cansativo de assistir).

Porém, o amadurecimento profissional de Daniel, graças a sua amiga Margaux LeMarchal foi bem interessante, ele definitivamente deixou de ser o "filhinho da mamãe" e assumiu responsabilidades. Já Vitoria mostrou que mesmo um coração frio ainda possui emoções verdadeiras e que existe amor em seu peito. Seu relacionamento com o filho Patrick é forte e intenso, enfrentando qualquer impedimento que possa separá-os ( gostei muito deles juntos, que dupla!). Falando em Patrick, o que foi seu envolvimento com Nolan Ross nesta temporada? Mesmo que o moço não seja o melhor partido para Nolan, devo admitir que estava torcendo para que eles encontrassem uma maneira de se encaixarem e permanecessem juntos... Mas ainda não foi dessa vez, né Nolan? Bem, que Patrick poderia voltar...(rs). E não posso deixar de mencionar como foi estranho Victoria se apaixonar repentinamente por Pascal LeMarchal (pai de Margaux, ex namorado de adolescência de Victoria), ficando noiva e perdendo-o quando Conrad ( ainda seu atual esposo) o mata, empurrando contra a elise de um helicóptero ( Me pergunto aonde foi parar todo o amor que Victotia possui por David Clarke? Desapareceu tão facilmente, que estranho!)

Enfim, a 3° temporada deixa claro que a jornada de Amanda Clarke ainda está longe de acabar. Ela conseguiu fazer Conrad confessar sua culpa para Charlotte (após sequestrar sua irmã, o que foi super tenso, por sinal) fazendo o caso de David Clarke ser reaberto, levando Corand a julgamento e condenamento. Pena que no processo, Aiden sofreu as consequências, sendo morto por Victoria Grayson, que fez questão de deixar o corpo na casa de Emily. Para desespero da protagonista o dia da inocência de seu pai tornou-se seu pesadelo ao ver uma das pessoas que mais amava morta, reacendendo sua sede de vingança, que ao ser confrontada por sua rival, Emily interna Victória a força em uma clinica psiquiatra. Enquanto Jack Porter é elevando pela polícia ao ser acusado por Charlotte por seu sequestro (Senhor, mais que menina irritante!), Corand consegue fugir da prisão, tendo seu merecido final, ao ser morto por David  Clarke, que está vivíssimo! Mesmo que a 3° Temporada tenha  sido um tanto morna, o final superou as expectativas. Pontos para Revenge, não espera por isso! Próxima!


4° Temporada




A vingança enfim chega ao final! A última temporada de Revenge, não decepciona, trazendo muitas surpresas com um término impactante! 

Os Grayson finalmente caíram,estão falidos e derrotados. Corand está morto, e Daniel e Charlotte acreditam que Victoria os abandonou, mas na verdade a rainha do gelo ficou internada por seis meses na psiquiatria. Com a ajuda de suas colegas de internato, Victoria enfim se liberta e aparece na sua antiga residência, que agora é de Emily para lhe jurar vingança. E sua promessa não é vá, David Clarke, vai atrás Victoria a procura de esclarecimentos. Mais uma vez, ela usa de suas artimanhas para convencê-lo que sempre foi o amor de sua vida e nunca o traiu. Iludido por falsas palavras, David acredita.

O jogo virou, Victoria tem o poder da vingança nesta temporada, mostrando que seu veneno é ainda mais perigoso do que de Emily. Ela manipula praticamente todos ao seu redor. Primeiro usa David para atingir Emily, já que ele acredita que sua filha está morta e que seu melhor amigo Nolan o traiu, não cumpriu sua palavra, não entregando a herança de Amanda, além de envenenar sua mente contra Emily Thorne. Depois, é a vez de Charlotte (que continua sendo a personagem mais chata da série). Emily revela que é Amanda Clark para irmã, que não aceita bem, chamado Emily para uma conversa no bar de Jack, começando um incêndio para matá-la. Até parece que vai acontecer uma reconciliação entre elas, quando Emily apaga os rastros de um assassinato que Charlotte comete, mas essa esperança não se mantém, afinal Victoria já tinha revelado a Charlotte que David está vivo, usando-a para amolecer o coração de David, dizendo ela foi à responsável de sua liberdade, ou seja, novamente mãe e filhas estão unidas para o mal. 

Vale lembrar, que Jack Porter virou policial, o que foi uma saída muito eficaz para conectá-lo ainda mais a Emily e a todos os acontecimentos importantes nesta última temporada, deixando-o em clara evidência durante todos os episódios. Algo similar ocorre com Daniel. Apesar de não ter tanto foco quando Jack, com a falência, o personagem tem um amadurecimento de caráter, mostrando arrependimento, buscando restauração por suas mentiras. Apaixonando-se por Margaux que está grávida, prometendo comprometimento para construírem uma família de verdade. Ele também tem uma conversa de coração para coração com Emily após descobrir que ela é Amanda Clarke em um elevador (Amei tanto este momento!) e morrendo inesperadamente como um verdadeiro herói, nos braços de Emily, com ela dizendo que não foi mentira o que sentiram um pelo outro durante todas as temporadas, salvando a vida dela ( ahh foi tão triste e comovente!). Enfim, amarei Daniel forever, após essa cena!

E o veneno não é espalhado apenas por Victoria nesta temporada... Vamos a terceira pessoa mais manipulada por essa grande vilã, Margaux LeMarchal! Apaixonada, enfurecida com a morte suspeita de Daniel (seu grande amor) ela atribui todas as perdas que teve a Emily Thorne. Cega por justiça, não mede esforços para incriminar Emily. Perdendo até mesmo seu bebê ao não aceitar a proposta de paz de Emy, então seu único objetivo é ajudar Victória até o final, para seu eterno azar! E assim chegamos ao impactante final da série, com a última pessoa completamente obcecada por Victoria, que teve um papel crucial para o fechamento da trama, Louise Ellis!

Incluir personagens em uma série como Revenge,que tem cada episódio planejado nos mínimos detalhes é realmente uma jogada arriscada. Porém tanto Ben Hunter (parceiro de Jack, que se apaixona por Emily e acaba sendo sacrificado nos episódios finais por conta de investigação, para libertá-la), quanto Louise Ellis, conquistam lugares significativos no enredo. Louise é linda, decidida, super divertida, louca, tem inúmeros problemas familiares e possui um coração maior do que ela. Qualidades e defeitos que a deixam no meio do fogo cruzado de Emily e Victoria. Seu casamento de conveniência com Nolan Ross proporciona ao telespectador momentos divertidos e dramáticos. E sua obsessão por Victoria acaba levando-a ajudar Emily em um momento decisivo, revelando o paradeiro da vilã Victoria que todos acreditam estar morta. 

Mas como chegamos a este final? 
Victoria forja a própria morte, usando o corpo de sua falecida mãe, para que todos acreditem que ela morreu queimada na explosão da sua antiga mansão Grayson. Acusada e condenada pelo crime, Emily é enviada para prisão e Nolan a ajuda a fugir. Livre, Emily e Jack buscam provas sobre o paradeiro de Victoria e descobrem o local onde Ben Hunter foi morto. Emily fala sobre os motivos que a levaram a vingança e como sempre se sentiu segura com Jack. Jack conforta Emily e enfim eles se entregam a paixão e têm sua primeira vez juntos. Disfarçada Emily vai atrás de mais provas. Jack volta, não encontra Emily e durante um confronto com a assassina de Hunter é gravemente atingindo. Emily visita Jack no hospital, onde jura que irá matar Victoria para Nolan. Louise aparece e conduz Emily até o paradeiro de Victoria Grayson. Se sentido culpada por ajudar Victoria em seu plano de fuga e pela morte de Ben, Margaux resolve se entregar a policia. No confronto final, Emily está com Victoria em sua mira, em um local repleto de câmeras que revelaram ao mundo o acontecimento, quando David Clarke atira, matando sua amada para salvar a filha. Amanda se desespera, se distraído tempo suficiente para Victoria dar um tiro certeiro no coração de Emily em seu suspiro final. 

Isso é o que chamo de ótimo final! Se terminasse aqui já estaria excelente, seria justo por todo o contexto exibido, mas ainda conseguiram melhorá-lo em uma cena super emocional com David declarado seu amor pela filha, morrendo no balanço da sua antiga casa por conta do câncer. Amanda, visitando seu túmulo e os dos Grayson dizendo algo memorável para o encerramento da série:


“Ao traçar o caminho da vingança, devemos cavar duas covas... a segunda era para ser minha, mas eu fui salva pelo amor infinito do meu pai. Agora eu sei que a vingança traz apenas a escuridão. Eu não consegui ver a luz até seguir o conselho do meu pai, perdoar.” 

Emily, enfim encontra a paz para seguir a diante. Casa-se com Jack, declara seu amor. Consciente que a vingança tem marcas profundas e que nunca a esquecerá. Principalmente por conta de um sonho muito real, que sempre a assombra, sobre o transplante que recebeu com a autorização de Charlotte, salvando sua vida. Talvez já estivesse escrito afinal, Victoria ser tão compatível, a ponto de continuar vivendo dentro de seu próprio coração. 

Muito, muito bom! Vou sentir saudades! #RevengeForever #RecomendoEspero que tenham gostado da retrospectiva de Revenge! Quer ler aqui no Paraíso dos Livros a retrospectivas se suas séries favoritas? Deixe um comentário com sua indicação.

Até a próxima, leitores!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog