quinta-feira, 26 de abril de 2018

Curiosidades | Minhas leituras de Março


Março, o mês de Mia Saunders.


Este foi um mês de leituras curtas, infelizmente não tive muito tempo e minhas leituras tiveram que ficar em segunda plano. Por essa razão escolhi duas leituras curtas da série "A Garota do Calendário" sendo os livros de Fevereiro e Março. Então vamos lá!


Ao ler Fevereiro tive a impressão que tudo se resumia apenas a sexo e nada mais. Alec precisava de Mia para pintar as suas telas, e contar a história de seus quadros, mas ela também parece ter um único pensamento constante, ficar com Alec após as pinturas, ou entre elas. Esse jogo de interesse pode ser até interessante em algumas páginas, mas na maioria delas ficou repetitivo. Por outro lado, um aspecto positivo foi Mia continuar a ter sentimentos por Wes, não criando nenhum vínculo amoroso com seu próximo cliente, como o primeiro livro deu a entender que seria. Mia manteve-se focada ao real significado da sua jornada, seu pai. E tudo isso graças ao francês e suas teorias sobre o amor que fizeram Mia amadurecer em um espaço curto de tempo. Então Fevereiro não foi um livro totalmente descartável por essa razão. Mas com certeza não é um dos meus favoritos da série até o momento. 


O livro de Março já é um dos meus favoritos dessa série. O terceiro livro aborda diversos temas, saindo do padrão e do aspecto previsível dos dois primeiros. Neste mês, Mia foi além do prazer, ela conquistou novas amizades, visitou sua melhor amiga, cuidou de seu pai e irmã, teve o primeiro contato direto com o agiota de feriu seu pai, o enfrentando e ainda reencontrou o apaixonante Wes. Foram acontecimentos importantes para a personagem, movimentando a estória, estabilizando o enredo principal e colocando a vida sexual de Mia em segundo plano. Mais momentos, menos sexo. Isso funcionou muito bem no livro do mês de Março.Poder ler sobre esses diferentes contextos, dá ao leitor uma nova perspectiva sobre o futuro da protagonista. Mia tem uma missão, mas sua jornada também trará muitos conhecimentos em relação as pessoas e sobre si mesma. Esse livro deixou isso claro. Não queria que este mês tivesse acabando. Espero que Mia reencontre seus amigos Tony e Hector um dia, pois com certeza a jovem marcou o romance dos dois.

Espero que tenham gostado das minhas leituras de Março.
Até o próximo mês, leitores!

2 comentários:

  1. Oie K!
    E, acontece, alguns meses lemos mais e outros menos, passo por isso constantemente, rs. Gente, fico imaginando se essa autora não se enroscou toda escrevendo doze livros, com o mesmo tema, mas com tramas diferentes. A leitura é fluida ou é difícil?

    Beijoooo 💖

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cecy,
      Tudo bem?
      Foi justamente por esse motivo que comecei a ler, queria saber como ela conseguiu criar 12 temas diferentes. A leitura é bem leve e rápida.

      Beijo :)

      Excluir