segunda-feira, 23 de abril de 2018

Cinebook | Com Amor, Simon! #56


Avaliação:      

ATENÇÃO: Este texto contém SPOILER!



Sou apaixonada por filmes adolescentes, e apesar de não ter lido o livro, fiquei curiosa para assistir "Com Amor, Simon". O filme que sugere algo romântico pelo seu título, também apresenta diversas questões sobre preconceito e desafios na adolescência.  Enfim tive um tempinho para assistir e aqui estou para contar as minhas opiniões a respeito do mesmo. Vamos lá?

Simon Spire é um adolescente de 17 anos muito centrado, inteligente e maduro para sua idade. Porém ele possui um grande segredo: Ele é gay. Simon tem uma vida comum com seus pais, amigos e sabe que essas pessoas ficariam ao seu lado caso se assumisse, mas Simon sente-se confuso entre o desejo de fazer algo ou manter sua vida como está. Porém ao iniciar uma troca de e-mail com alguém que usa o pseudônimo de Blue (também gay), que compreende seus medos e opiniões Simon acaba de apaixonando pelo anônimo da internet, o que torna tudo mais complicado, fazendo enfim ele tomar uma decisão em sua vida.

Que filme lindo e tocante!

Primeiro ponto que fez com que eu gostasse desse filme, foi o protagonista. Ele é alguém jovem que não possuí dúvidas sobre quem é. A maturidade e simplicidade com que Simon lida com as questões da vida cativa o telespectador. Ele é um rapaz que sempre está disposto a ouvir seus amigos e pessoas a sua volta, mas tem grande dificuldade de falar abertamente sobre sua sexualidade porque acredita ser um conceito errado a sociedade fazer alguém se “assumir” já que uma pessoa hétero não precisa chegar a sua família e fazer o mesmo. Tudo ao seu tempo, essa é a filosofia de Simon. No momento certo todos saberão. Porém não é bem assim que tudo acontece e seu mundo começa a desmoronar. 

Ver um contexto contemporâneo aonde uma pessoa com pais compreensivos, amigos amorosos, com uma opinião formada sobre quem realmente é, ainda se sente pressionado a assumir sua sexualidade sem ter escolha, sensibiliza. Tudo é muito intenso da adolescência, e o menor dos problemas se torna um grande desafio a ser superado quando somos jovens. No caso de Simon ele não está lidando com um problema e sim com seu eu interior que constantemente entra em conflito com a pessoa que ele escolheu mostrar ao mundo, fora do seu quarto. Se sentir dentro da caixa o tempo todo, o sufoca. E todos os seus sentimentos e emoções mostram esse conflito interior no filme. Quando Blue aparece em sua vida Simon sente que encontrou um porto seguro e assim tudo começa a mudar.


Um dos melhores momentos, foi ver Simon se libertar, após seu colega de escola que vinha o chantageando revelar a todos sua orientação. Após dizer com todas as letras que é gay para sua família Simon fala que ainda é ele mesmo e sua mãe em uma cena depois diz que nada mudou. Esse amor é comovente, pois em uma família diferente talvez o jovem não fosse acolhido pelos pais da mesma maneira. O apoio dos seus pais foi fundamental para enfrentar esse momento de sua vida. Finalmente Simon compreende que não há do que temer. Ele tem o direito de amar e ser feliz como qualquer outra pessoa. Outro momento também tocante é quando Simon grita inconformado com colega chantagista  que ele o tirou o direito de dizer quem ele era para as pessoas, no momento que estivesse pronto. É difícil não se colocar no lugar do personagem nessa cena, afinal seu colega lhe tira a liberdade de escolha, quando cada pessoa tem seu próprio livre arbítrio

O amor é um sentimento que sempre esteve na história da família de Simon e isso em parte contribui para que ele busque o mesmo depois de todos os obstáculos. Aposto que assim como eu, você também sorriu quando o personagem mandou a mensagem final para o anônimo com a dedicatória: Com, amor Simon. 


Afinal, todo mundo merece uma grande história de amor,certo? Ainda mais quando vem em uma cena romântica, em um parque de diversões, amigos torcendo para tudo dar certo e uma roda gigante brilhando ao anoitecer, não é mesmo?

Para quem curti filmes adolescentes, com assuntos reais sendo discutidos de maneira leve, direta e séria, com muitas cenas de amizade e uma pitadinha meiga de romance, vai amar Com, amor Simon. #FicaADica #Recomendo 

Confira Trailer abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário