segunda-feira, 17 de julho de 2017

Cinebook | Episódio 2x15 – Problemas de Memória (Shadowhunters #Review) #47


Avaliação:    

ATENÇÃO: Este texto contém SPOILER! Caso não tenha assistido o episódio não leia o conteúdo abaixo.

Preparem os lenços, pois este episódio teve muitas lágrimas. 

No episódio 14, Simon viveu um verdadeiro pesadelo. Isso porque a Rainha Seelie obrigou Clary a revelar seus profundos sentimentos por Jace após um beijo longo e demorado. Similar ao livro Simon fica transtornado com o coração destruído, mas como a série de TV tem o dom de mudar as coisas, para aqueles que como eu, tinha esperança de ver enfim Jordan (ex de Maia que ajuda Simon em sua transição como vampiro) em cena, sinto desapontá-los, mas ainda não foi dessa vez. Simon procura afogar-se em muito sangue em um bar submundano e Quinn (outro vampiro) o induz a buscar direto da fonte em um covil de vitimas que se oferecem como bebida. Em outras palavras um convite para Simon perder totalmente o controle que ainda lhe restava! Pobre Simon!

Alguns fatos que mais gostei neste episódio foram a jeito como lidaram com o passado de Magnus e a maneira como mostraram para o telespectador a armação de Sebastian, passo a passo para chegar ao Instituto de Nova York. Ambas as histórias foram modificadas, mantendo um pouco da essência dos livros e o mais interessante foi que mesmo assim o resultado final foi satisfatório para os personagens em questão.  

Nos livros, Sebastian está em Idris quando conhece Clary e o que ninguém suspeita é que na verdade Sebastian Verlac foi morto para que Jonathan (irmão de Clary) usasse sua identidade para se aproximar dos shadowhunters.  Na série Sebastian salva Izzy que grata o leva para o Instituto e logo Sebastian tornasse alguém confiável acima de qualquer suspeita.  Porém para os fãs dos livros que assistem a série estava meio confusa essa dinâmica diferente que os produtores criaram, não havia sinais de disfarce no personagem como, por exemplo, a pintura de cabelo falada nos livros, apesar de Will Tudor estar excelente em sua interpretação. Enfim neste episódio tudo foi explicado com riqueza de detalhes. A aparição de dois Sebastian em cena foi de confusão a esclarecimento em poucos minutos. 

Quando Aline Penhallow (prima do verdadeiro Sebastian) chegou ao Instituto para visitá-lo era visível o desconforto do personagem, ele não sabia o que falar ou como agir. Então Sebastian corre para seu apartamento em busca de informações sobre sua suposta prima (alguém que estava fora do seu planejamento) e assim descobrimos que a pessoa que ele mantinha prisioneiro é o verdadeiro Verlac. Que ao fugir acaba morto por Sebastian. Ou seja, mesmo que os produtores tenham buscado outro modo de incluir o personagem com contexto diferente dos livros, estão respeitando os acontecimentos principais da história original para alívio de todos. Uma curiosidade sobre Aline é dita em sua confessa com o falso Sebastian. Nos livros ela se envolve com Jace, assumindo mais tarde o relacionamento com outra caçadora de sombras.  Na série tudo indica que isso será desenvolvido de forma similar ao que foi com Alec. Afinal ficou claro que Aline possui alguns casos secretos e ainda não assumiu para os demais shadowhunters que também é homossexual.

Falando de Magnus Bane, após a tortura da Clave quando estava no corpo de Valentim o feiticeiro vem dando sinais que não está muito bem e o primeiro a perceber isso é Alec. Pela primeira vez vimos Alexander dormindo na cama de Magnus, o que a meu ver, fortalece a seriedade desse relacionamento que é muito presente nos livro e que por vezes pareceu mecânico na série de TV. Esse episódio trouxe uma atmosfera de intimidade, amor e companheirismo para o casal #Malec. Em uma conversa com Izzy, Alec diz que sente que seu namorado não está bem, que precisa dar espaço para ele poupando-o de preocupações desnecessárias e Izzy lhe da o melhor conselho: “Às vezes uma pessoa não consegue pedir ajuda, não permita que ele lhe afaste.” Alec escuta sua irmã e retorna ao apartamento de Magnus (Que pelo que tudo indica já é seu segundo lar, afinal ele disse :“Já é a quarta noite que acordo sozinho em uma cama”) Alec diz o feiticeiro que o ama e o convence a lhe contar o que está o atormentado.     

Então Magnus relata seu passado, como a morte de sua mãe o abala, mas principalmente o fato de ter matado seu padrasto após culpá-lo pela morte dela o chamando de abominação. Nos livros Magnus sempre parece relutante em falar sobre seu passado com Alec, isso também está presente na série, mas quem não adoraria ver as muitas camadas do personagem em cena? Eu adoraria (afinal, Magnus é meu personagem favorito). Então toda a emoção, dor mostrada por Harry Shum Jr que foi incrível nesta cena, conseguiu mostrar que o feiticeiro também possui sombras que prefere esconder de todos. Espero que os produtores continuem explorando o passado centenário de Magnus Bane.  

Voltando para #Climon, admito que eles conseguem superar as expectativas quando o assunto é fim de relacionamento. Clary e Simon estavam sendo um casal tão meloso que muita gente estava torcendo para que chegasse logo ao fim (O que inclui a mim), e depois de todo o drama envolvendo Simon neste episódio que ele pensou ter matado alguém e por fim acaba realmente a fazer isso quando elimina Quinn, o jovem resolve ouvir Clary e por um ponto final no relacionamento deles. De todas as cenas desse casal a última em que Simon pede um tempo para Clary, pois sabe que no fundo não conseguiria viver em um mundo no qual ela não existisse foi a mais bonita. A melhor cena de #Climon em minha opinião. Espero que essa amizade renasça o mais breve possível. 

A única coisa que não me agradou neste episódio foi à parceira de Luke novamente estar no lugar errado na hora errada, parece que essa mulher está em toda parte. Realmente ainda não entendi a necessidade dessa personagem. Vamos ver os próximos episódios. 

Para finalizar “Problemas de memória” teve sua grande revelação final. Após o fracasso na missão conduzida por Izzy de transportar Valentim para Idris, e Dilan levando direto para Sebastian, nosso vilão pareceu não compreender o que estava acontecendo ao ver Sebastian transformasse em um demônio sem pele diante de seus olhos. Mas Sebastian enfim disse às palavras que esclareceram tudo: “Olá pai!”. Sim, Sebastian Verlac é o verdadeiro Jonathan Christopher Morgenstern! Xii... parece que as coisas vão piorar no próximo episódio! Estou curiosa. 

Shadowhunters vai ao ar segunda-feira na Freeform e terça na #Netflix. 

Para você que ainda não assistiu este episódio de Shadowhunters, Confira o Trailer abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário