terça-feira, 13 de setembro de 2016

Citações do livro "Tormenta" (34)






"Ela tivera um vislumbre de outra encarnação - uma das muitas que partilhara com Daniel antes, e descobrira um amor mais profundo do que ela jamais achara ser possível existir. E de pois havia visto tudo aquilo ser ameaçado por uma velha louca, em quem achava que podia confiar, brandinho em punhal." - Pág. 23



" Luce podia sentir seu rosto formando uma careta. A ultima coisa que queria era " se acostumar rapidamente" a Shoreline. Ela não pertencia a um grupo de riquinhos mimados numa colina com vista para o mar. Pertencia ao mundo de pessoas reais, pessoas com almas em vez de raquetes de tênis, que sabiam como era a vida. Pertencia a Daniel. Ainda não fazia ideia do que estava fazendo ali, a não ser se escondendo muito temporariamente enquanto Daniel cuidava de sua...guerra." - Pág. 52



"Luce pôde ver um panorama maior. Não apenas uma, mas sim duas cidades em chamas. Uma estranha ideia veio-lhe, suavemente, como uma memória que sempre tivera, mas na qual não pensava há algum tempo. Ela agora sabia o que estavam vendo: Sodoma e Gomorra, duas cidades bíblicas, duas cidades destruídas por Deus." - Pág. 78



"[...] Os Anunciadores são mais do que meras sombras. Eles podem conter informações valiosas. De certa forma, são sombras, mas sombras do passado, de acontecimentos de muito tempo atrás e outros não tão distantes." - Pág. 79



" Uma sombra passou acima de suas cabeças, como um fogo de artifício negro, deixando um rastro de fumaça mortal. Daniel pareceu ser capaz de compreendê-lo imediatamente. - Tenho que ir - disse ele.
- Que surpresa. - Ela se virou. - Aparece do nada, arranja uma briga, então dá o fora. Assim deve ser o amor verdadeiro.
Daniel agarrou seus ombros e sacudiu-os até que ela ergueu os olhos." - Pág. 110



" Ela olhou pela janela aberta e assistiu-o ligando a ignição.
- Você acha que vou entrar num carro roubado com você logo depois de vê-lo matar alguém?
- Se eu não tivesse matado - ele passou a mão por baixo do volante - ,ela teria matado você, Ok? Quem você acha que lhe mandou essa carta? Você foi atraída para fora da escola para ser assassinada. Ficou fácil de entender agora? " - Luce e Cam - Pág. 123


" Ela precisava acreditar que havia mais por trás do que sentia por Daniel: uma história valiosa, trancada no tempo, que somava algo maior do que algumas noites de beijos e felicidade e outras de discussões. Porque, se o passado não tinha valor, aquilo era realmente tudo o que tinham." - Pág. 136



" Luce havia confiado nas pessoas erradas antes. Uma negligência, na melhor das hipóteses. Na pior, é uma boa maneira de acabar morta. Isso foi o que a Srta. Sophia havia dito sobre confiança, na noite em que tentou assassinar Luce." - Pág. 183




" Daniel havia arrastado-a muito, muito mais longe do que até a Califórnia. Ele a arrastara por séculos de discussões como esta. Por mortes agonizantes infinitas, que magoavam todos ao seu redor, como aqueles simpáticos velhinhos que ela visitara na semana passada. Daniel havia arruinado a vida do casal. Matado sua filha. Tudo porque era um anjo poderoso que queria algo e não se conteve.
Não, ele não tinha apenas arrastado-a para a Califórnia. Ele a arrastara por uma eternidade amaldiçoada. Um fardo que devera ter sido carregado por ele, e mais ninguém." - Pág. 207



" Será que ela teria a chance de uma vida normal, um relacionamento com alguém, casar, ter filhos e envelhecer, como o resto do mundo? Se Daniel não tivesse se apaixonado por ela a séculos atrás, Dawn estaria desaparecida agora?
Essas questões todas eram apenas distrações, que mais cedo ou mais tarde a levavam de volta para o mais importante: seria diferente amar outra pessoa? Seria possível o amor com outro? O amor deveria ser fácil, não deveria? Então, por que ela se sentia tão atormentada?" - Pág. 244




"Será que ela teria a chance de uma vida normal, um relacionamento om alguém, casar, ter filhos e envelhecer, como o resto do mundo? Se Daniel não tivesse se apaixonado por ela séculos atrás, Dawn estaria desaparecida agora?
Essas questões todas eram apenas distrações, que mais cedo ou mais tarde a levavam de volta para o mais importante: seria diferente amar outra pessoa? Seria possível o amor com outro? O amor deveria ser fácil, não deveria? Então, por que ela se sentia tão atormentada?" - Pág. 243 a 244



" Eu sei que parece que estamos empacados desde sempre. Mas, no final, tudo vai se resumir a um anjo poderoso escolhendo um lado. Quando isso acontecer, a balança finalmente vai oscilar. E aí que vai ser importante saber de qual lado você está." - Pág. 275



" As vezes coisas belas entram em nossa vida de repente. Nem sempre podemos compreendê-las, mas temos de confiar nelas. Eu sei que você quer questionar tudo, mas também compensa apenas ter um pouco de fé." - Pág. 312



"Daniel estava em sua casa. A poucos metros de seus pais. Será que ficariam loucos se soubessem quem ele realmente era? Como apresentar o rapaz responsável por sua morte milhares de vezes, por quem ela era magneticamente atraída quase todo o tempo, que cujo amor ela não entendia." - Pág. 352



" Então, esta era a sua família agora: todas essas pessoas, anjos, demônios, e fosse la o que mais eles fossem. Para o bem ou para mal, complicados, traiçoeiros, cheios de altos e baixos, e ás vezes até mesmo divertidos. Assim como seu pai havia dito: assim era a vida." - Pág. 359



" Ela sentiu as palavras subindo pela garganta. Eu te amo. Amava. Ela amaria para sempre. Mas se o que havia entre os dois era para sempre, seu amor poderia esperar até que ela descobrisse algumas coisas importantes sobre si mesma. sobre suas vidas e sobre a vida que tinha à frente. Esta noite só havia tempo de acenar um adeus, respirar fundo e se jogar dentro da sombra.
  Para escuridão." - Pág. 385


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog