quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Cinebook | Cidades de Papel #16


Avaliação:
    

Não sei dizer porque demorei tanto tempo para assistir esse filme, gosto muito das histórias do autor Jonh Green e quando saiu seu primeiro filme "A Culpa é das Estrelas"corri para assistir. Bem, chegou a hora de Cidades de Papel.




O filme é fiel ao livro, todas as aventuras adolescentes de Quentin Jacobsen com seus amigos e fuga de Margo Roth Spiegelman. Geralmente não gosto de generalizar as coisas, mas este filme assim como o livro é bem "Teen".

Para quem desconhece a história o jovem Quentin Jacobsen alimenta uma paixão platônica desde sua infância por sua vizinha Margo Roth Spiegelman, uma jovem aventureira, que após de uma noite de diversão juntos, ela simplesmente desaparece deixando pistas para Quentin.

Diversas vezes figuei me perguntando se o adolescente Quentin, tinha alguma relação com o autor e criado Jonh Green. Há muito do autor em cena, o que é ótimo. 

Mas, vamos falar do filme. 

Cidades de papel, mostra através de sua personagem Margo, uma busca pelo o que realmente querermos nesta fase da vida (ou seja adolescência), uma fuga da rotina, para um mundo de novas expectativas e emoções. Por trás de um perfil aventureiro há alguém que foge dos padrões em uma multidão cheia de padrões. Obviamente esta conduta chama atenção das demais pessoas, principalmente de seu vizinho apaixonado Quentin.



Quentin por sua vez é um personagem que segue os padrões da sociedade que Margo tanto foge. Acredito que por esse motivo que ele diz, que ela salvou a sua vida. Na noite de aventuras onde ambos executam vários planos travessos de Margo, o rapaz vê que na vida a momentos que ele deveria se arriscar mais.Que sua alegria estava associada a coisas rotineiras que não o deixava ver o que realmente o fazia feliz de fato. 


Outro ponto a ser observado é quando Quentin descobre que a jovem desapareceu. Nesta parte a amizade é o ponto a ser destacado. Seus amigos o seguem não simplesmente porque querem encontrar Margo, mas como os próprios citam "Quem aproveitar os últimos momento que terão juntos antes do ensino médio acabar e cada um seguir o seu caminho.

Quando Quentin vai contra seus amigos por conta de sua paixão e encontra Margo. Finalmente percebe o erro que cometeu e ao mesmo tempo por conta dele teve momentos tão grandiosos e compartilhou experiencias tão valiosas com seus amigos. 

Enfim, pode até parecer apenas um romance teen, mas diria que esse filme passa uma mensagem muito bonita de amizade, lealdade, busca de si mesmo e por que não dizer amor? Bom para quem gosta de filmes "teen" , Cidades de Papel é uma ótima escolha.



Confira Trailer dublado abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog