terça-feira, 10 de março de 2015

Cine Book | Cinquenta Tons de Cinza #11



Avaliação:
    

Enfim chegou a hora de falar sobre o amado,odiado e tão polêmico "Cinquenta Tons de Cinza"! Enfim assisti o filme e não obtive conclusões ou expectativas muito diferentes do livro. Lembro de ter dito após ler o livro a seguinte frase:

" Se tirar 200 páginas deste livro e aproveitar as restantes a história com certeza é interessante e ainda sim venderia muito. Mas essas 200 páginas acabam deixando tudo um pouquinho exagerado."


O filme segue o contexto do livro, Anastasia Steele conhece Christian Grey, ficam fascinados um pelo outro até que a "Inocente" garota se apaixona pelo "Homem sádico" atrás do seu terno cinza, simples assim.


Enfim o filme consegue trazer um ar de romantismo pouco visto em Grey no livro, deixando a atmosfera mais harmoniosa favorecendo o favoritismo pelo personagem. Dakota é uma atriz sem dúvida muito eficaz em seu papel, ela realmente é a Ana que se esperava ver. A química entre os atores é perfeita.


Muitas indiretas irônicas e extrovertidas entre Christian e Anastasia fará você rir. E para aqueles que esperam que o filme seja apenas "sexo" desculpe desapontá-los mais nos primeiros 40 min do filme, nada acontece. Quando o clima começa a esquentar entre o casal parece que a única palavra a ser dita é "contrato", passa uma cena "contrato", outra "contrato".  Para aqueles que não leram o livro fica a deixa: Isso faz parte do Christian Grey possessivo pelo controle.


"Homens querem sexo e mulheres querem amor", essa seria a frase dos Cinquenta Tons de Cinza? Por que não? É exatamente o que acontece afinal. Um homem bem sucedido,rico, que tem tudo que quer, mas não se permite amar ou ser amado. De repente ele encontra uma garota aparentemente ingênua que possivelmente fará parte do seu "joguinho sexual" sem hesitar. Porém percebe que ela possuí algo que as outras não tinham, ela balança suas estruturas, quebra suas barreiras e consegue ultrapassar os limites que ele já havia pré estabelecido para si mesmo. 

Anastasia por sua vez se comporta de maneira bem adolescente, como se nunca tivesse se apaixonado na vida fazendo de tudo para ter a atenção de Grey, estando sempre disponível, como se tivesse encontrado o arco-íris cor de rosa para dizer o mínimo. Até que finalmente quando Chistian mostra o seu "quarto vermelho" , Anastasia começa a pensar antes de agir dizendo abertamente o que pensa sem ser apenas a "bonequinha do Grey", percebendo de fato aonde está entrado. 




 As melhores cenas do filme para mim foram:

• Anastasia ligando bêbada para Christian e o imitando. 

• Anastasia em sua primeira vez com Christian.

• A mãe de Christian aparecendo em um momento inoportuno. 

• Christian mostrando seu lado "Filho" sendo doce com sua mãe.

• Christian mostrando sua fragilidade para Anastasia ao revelar o que aconteceu no seu passado sobre sua mãe biológica.

• Anastasia dizendo "Não" quando necessário.   


De onde surgiu este comentário que há violência doméstica afinal? Anastasia e Christian estão sobre um acordo, cada casal com seu estilo, esse é o estilo "Tons de Cinza" como a própria autora disse em uma entrevista "Cinquenta Tons de Cinza" não é um livro para passar uma mensagem ou algo do tipo, foi criando para puro entretenimento então pessoas, mulheres vão assistir ao filme. E homens larguem de machismo bobo as cenas "apimentadas" entre o casal principal não é nada diferente do que poderíamos facilmente assistir numa novela das dez, porém com alguns acessórios extras. Relaxem, curtam o filme e aproveite o momento! Enfim fica a dica!    

Confira o Trailer Legendado:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog