terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Resenha | Nocte - Courtney Cole - Livro 1



Autor: Courtney Cole
Editora: 
Kindle Edition
Páginas: 277
Avaliação:
     


Descobri o livro "Nocte" por acaso em minhas buscas por novos e-books. Admito que sua capa chamativa, o título em latim e o subtitulo foram os elementos que chamaram minha atenção de inicio, mesmo sem ler a sinopse o conjunto foi muito convidativo. Assim que iniciei a leitura fiquei presa no labirinto mental de Nocte e não me arrependi de lê-lo até o final.

O fato de Calla, morar em uma casa com uma funerária onde seu pai trabalha, ter um irmão gêmeo com problemas psicológicos e perder a mãe em um acidente de carro já seria motivo suficiente para enlouquecer qualquer pessoa, mas quando vemos estes dilemas mentalizados ou falados pelo personagem de Finn é como embarcar numa viajem alucinógena e irracional. Pouca coisa faz sentido quando você lê as falas do personagens, mas leitores tudo têm um bom motivo, acreditem.

Gostei muito do começo do livro pois todos os fatos são muito intensos e a velocidade que acontecem, impulsiona a leitura das próximas páginas, porém logo esse ritmo perde a força e o meio da história fica "aparentemente" perdido. Nessa parte as coisas ficam um pouco repetitivas, pois descobrimos que Dare (jovem misterioso que Calla conhece na clínica psiquiátrica onde Finn frequenta) têm um segredo e depois Finn tem um segredo, então tudo se torna "Qual é o segredo deles?" e parece que o livro não vai mais sair disso. Ainda bem que o final é tão bom quanto o começo para compensar.

Durante toda a leitura conseguimos sentir o desespero de Calla querendo ajudar seu irmão de alguma forma e como ela acredita que sua vida só faz sentindo seguindo adiante com o irmão. Não existe a palavra separação no vocabulário dela. Por conta disso ela discute com a mãe, com o pai, com Dare até. O ciclo da vida normalmente faz com que o crescimento nós leve para novos caminhos. Estudar, trabalhar, ter independência e compreendê-la, porém Calla recusasse a isso. Pois sente que deve cuidar e proteger o irmão agora que sua mãe se foi. Essa necessidade é angustiante de se ler. Ainda no meio de toda essa confusão de Calla e Finn, tem Dare claramente apaixonando por Calla, evitando qualquer contato físico com Calla e dizendo que é tudo por conta de um segredo? Muitas vezes me peguei me perguntando: Isso é sério, mesmo?

Ainda estou me recuperando do final, foi chocante. Nunca, nunca mesmo imaginaria que o livro terminaria da forma que acabou. Fiquei lendo e relendo e só conseguia dizer: Nossa! Nossa! Muito bom! 
Foi uma evolução gritante e repentina por conta da zona de conforto que o livro se torna do meio para o final. Era como ser atingido por algo e não saber de que direção veio. Foi forte, emocionante e intenso como o começo do livro.

O conselho que posso dar para você que está já no meio da história:
Não abandone o livro na metade, tudo tem um sentido extraordinário para ser como é, em Nocte. Para quem quer ler: Leia! E para você como eu que já leu Nocte tenho certeza que concorda comigo quando digo que o livro é um misto de loucura, emoção e amor. Além de ser surpreendente e revelador até as linhas finais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário