terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Resenha | Cidade das Cinzas - Cassandra Clare - Livro 2



Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 406
Avaliação:
      



ATENÇÃO: Esta Resenha contém spoilers

No Final do primeiro volume de instrumentos mortais, descobrimos inesperadamente que Clare e Jace são irmãos, filhos do vilão Valentim e Jocelyn. Neste segundo livro da série, as consequências desta grande revelação acaba recaindo sobre Jace, sendo acusado de estar ajudando seu pai Valentim em seu plano diabólico contra a Clave.
Se em " Cidade dos Ossos", Clare é introduzida no mundo dos caçadores de sombras, agora em "Cidade das Cinzas", ela procura se manter afastada. Porém por diversas razões se vê obrigada a voltar para o Instituto, pelos atos inconsequentes de seu irmão. Este também é um livro decisivo para Simon que tem sua vida completamente mudada.

Apesar de Jocelyn continuar em coma, o foco passa ser Valentim. Temos muitas cenas interativas com todos os personagens em conjunto, pois tanto Luke, Magnus, Simon e os caçadores de sombras procuram desvendar os mistérios que se esconde por trás da busca determinada de Valentim pelos instrumentos mortais. 

Também conhecemos duas novas personagens importantes Maryse Lightwood (mãe de Izzy, Alec e Max) e a Inquisidora Imogen Herondale. Jace, mostra-se mais agressivo, instável e sem controle procurando seu pai mesmo quando não deveria, intrigando a todos a sua volta, principalmente a Inquisidora que o persegue.

Os sentimentos mal resolvidos de Clare e Jace também se farão presentes, fazendo Clare começar um relacionamento com Simon sem entender direito o que quer para si, enquanto Jace parece não se importar que a jovem é sua "irmã", continuando atraído por ela de forma carnal. Tudo isso gera ciúme e inconformismo, induzido Simon a uma escolha não muito positiva após um episódio perfeito para os fãs de "Clace" e drástico para quem gosta do personagem de Simon. Fiquei preocupada que o personagem perdesse sua essência após o ocorrido mas Cassandra Clare, conseguiu manter o melhor do personagem deixando-o mais forte.

O líder dos vampiros Rafael, terá relação direta a Simon, fica a dica. Magnus também está mais ousado e interrogativo do que nunca em "Cidade das Cinzas", além de uma "suposta relação" ficar no ar com Alec, que não confirma os fatos, mas sempre sabe como chegar a Magnus. Em relação a Izzy descobrimos que a jovem tem uma relação significante com o mundo das fadas. Também temos o primeiro conflito direto com Valentim que na minha opinião foi uma das melhores parte do livro. Muitos fatos importantes são discutidos durante a luta de demônios. 

Gostei muito de "Cidades das Cinzas" pois apesar de ser um livro menos descritivo, contém muito mais cenas ação do que o primeiro, revelando muitos elementos novos sem cair da monotonia. A revelação que Clary sendo mais poderosa do que acredita, Simon transformando-se em um "filho da noite", Jace sendo questionado, interrogado, punido e fragilizado, Luke e seu bando aparecendo para somar, Magnus e Alec em interagindo em momentos quase românticos e Valentim mostrando toda sua maldade com maestria, fazem esse livro entrar para os meus favoritos. Além de o final ser perfeito! Afinal Jocelyn ainda faz parte da história, certo? Tenho certeza que quem é fã vai gostar. #Recomendo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog